Publicidade

Publicidade
29/08/2006 - 14:12

Mais um factóide para “Páginas da vida”

Compartilhe: Twitter

Por falar em “Páginas da vida”, o aspecto mais impressionante da novela até agora é a capacidade de Manoel Carlos fabricar polêmicas em série. Dessa vez, é a história do personagem de Renata Sorrah, inspirado na juíza Denise Frossard.

A candidatura de Frossard a governadora do Rio foi lançada oficialmente no dia 20 de junho, apenas dez dias depois da estréia da novela. Ou seja, Manoel Carlos teve dois meses para mudar o personagem e não ser acusado de fazer propaganda eleitoral gratuita para Frossard.

Agora, o autor reclama que teve de jogar fora 20 cenas da personagem, mudar sua profissão (de juíza para procuradora), retardar sua entrada em cena e esperar uma pesquisa para definir seu futuro.

Parece ser mais uma polêmica fabricada para aumentar a audiência da novela – que já teve depoimento sobre masturbação, strip-tease de Ana Paula Arósio, arrastão no Leblon etc. Manoel Carlos parece ter estudado na escola de factóides de Cesar Maia.

Autor: - Categoria(s): Posts Tags:

Ver todas as notas

27 comentários para “Mais um factóide para “Páginas da vida””

  1. Cristiane disse:

    ….eu vivo sempre no mundo da lua, porque sou um cientista o meu papo é futurista e lunático…pega carona nessa cauda de cometa….

  2. Flávio Horácio disse:

    Não assisto novelas, torço pra um dia as emissoras enxergaram uma outra forma de entreterimento mais criativo no horário nobre. Sempre que leio uma crítica sobre novelas fico animado na esperança do povo cair na real e ver que isso é uma cultura totalmente fútil, espúria e idiota. Mas qdo eu vejo os comentários aqui postados…é, acho que vou ter que comprar TV a cabo mesmo…

  3. Roberto Pedreira de Freitas Ceribelli disse:

    Valeu abstrato, mas aposto que mesmo inteligíveis minhas divagações, sempre são úteis de alguma forma. Te desculpo pelas palavrinhas rudes que usou, … abraço.

    Beto

  4. JOÃO Paulo disse:

    Esta novela é a coisa mais chata que tive o prazer de não ver!Poucos trechos observados são de um didatismo de encher o saco e não sei se por assistir de maneira fragmentada, não tem história nenhuma. Só tem audiência porque no horário não existe outra coisa para se ver. Ou alguém tem coragem de ver o Marcelo Resende no jornal da Rede TV. O âncora mais lamentável da história da televisão brasileira?

  5. Marco disse:

    Alguém já se perguntou seriamente pq as pessoas simplesmente não desligam a TV há 42 anos nesse horário? Será que existem 5 gerações de alienados? E a pesquisa deste ano que informou haver 2 bilhões de pessoas que acompanham “soap operas” diariamente? E a tese publicada na FSP onde em cidades sem estrutura, é o didatismo da telenovela a fonte de conhecimento sobre assuntos que não fazem parte do cotidiano de algumas pessoas? Será que nós da inteligentsia (auto sic) estamos todos corretos e os outros 150 países para os quais as novelas foram exportadas errados? Pq assistimos um filme “despretendioso”, ouvimos uma banda “nem aí”, lemos um livro “de uma sentada” e só a teledramaturgia tem obrigação de fazer sentido e ser reconhecida criticamente?

  6. Karcarah disse:

    Olha certo mesmo e o Marco, santa inteligencia.

  7. helen disse:

    José Mayer véio barango, dá pra colocar um cara pelo menos mais bonitinho. Que horror, mulher não gosta de cafajeste. Credo. Povo continua assistindo novela. Falei do Zé porque sempre ele faz papel idiota, machista, e cara de doente.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo