Publicidade

Publicidade
17/05/2007 - 00:24

As Assistentes Mais Sexy de Hollywood

Compartilhe: Twitter

Os Estados Unidos sempre me espantam por seu profissionalismo e segmentação. Em um intervalo de trabalho, um sujeito desconhecido da indústria cinematográfica em Los Angeles criou um site chamado As Assistentes de Produção Mais Sexy de Hollywood.

Funciona assim: o pessoal das produtoras envia fotos de seus assistentes (homens e mulheres), os usuários dão notas a cada um, e divulga-se o ranking dos 25 mais bem votados e dos 5 com as piores notas. Nas suas primeiras 24 horas de funcionamento, o site teve 1 milhão de acessos.

Em resumo, o site institucionalizou a famosa conversa sacana com os colegas de trabalho na hora do cafezinho.

Autor: - Categoria(s): Posts Tags:

Ver todas as notas

5 comentários para “As Assistentes Mais Sexy de Hollywood”

  1. sonhadora disse:

    Eu sempre achei que os buches tinham miolo mole mas em matéria de embromar as pessoas eles sempre vão ser os primeiros, sem dúvida.

  2. Saint-Clair disse:

    Deve ter alguma coisa errada – pelo menos na votação dos homens: os mais bonitos estão nas últimas colocações. Os primeiros são HORROROSOS! Embora gosto não se discuta, começo a acreditar que realmente brazukas e gringos vêem o mundo de jeito diferente…

  3. Rosa disse:

    ai eu enviei uma foto minha nao sei pq kkkkkkkkkkkkkk
    e agora????????????? q vai acontcer com minha foto?

  4. S. Galvão disse:

    Então, Saint-Clair, conversando com uma mulher sobre beleza masculina, ela dizia categórica: “bonito em um homem era o que ele passava de másculo, de viril; homens de traços muito belos davam um toque efeminado nos homens.” Nota-se a diferença dos critérios de beleza entre os sexos. Bom para os homens, hein? Basta mostrar virilidade para ser bonito.
    Vai ver q. na relação dos homens, prevalesceu tal critério.
    Em tempo, não tive a mínima curiosidade de ver tais listas.

  5. Djalma Toledo disse:

    Rosa
    Creio que sua foto foi encaminhada ao Clodovil.

    A Nº 1 não é de se desprezar.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo