Publicidade

Publicidade
28/07/2008 - 23:13

Muy amigo

Compartilhe: Twitter

“Foi um desafio fechar a história e fazer todos concordarem com ela. ‘Indiana Jones’ só se torna complicado quando você tem outras duas pessoas dizendo ‘Eu quero isso desse jeito’, ‘Eu quero isso daquele jeito’. Quando eu fiz o primeiro ‘Jones’, eu apenas disse ‘Nós vamos fazer isso desse jeito’ – e foi muito mais fácil. Mas agora eu tenho que acomodar todo mundo, porque todos são caras grandes, bem-sucedidos, então é mais difícil em termos práticos.

 

Se eu conseguir achar outra idéia que eles gostem, nós vamos fazer outro. No último, Steven não estava muito entusiasmado. Eu tentei persuadi-lo. Mas agora Steve está mais aberto a fazer outro. Mas nós ainda temos questões sobre qual direção tomar. Eu estou no futuro, Steven está no passado. Ele está tentando levar as coisas de volta para o jeito que elas eram, eu estou tentando levá-las para um lugar totalmente difeente. Então nós ainda temos uma certa tensão. O último surgiu dela. É uma espécie de híbrido de nossas idéias, então nós vamos ver para onde podemos levar o próximo.”

 

Este é George Lucas, em entrevista ao TimesOnline de Londres, sobre a realização de “Indiana Jones 4” e a possibilidade de um “Indy 5”. Os parágrafos acima estão escondidos no final da reportagem e são de uma  honestidade impressionante para um universo de palavras medidas como Hollywood. Em resumo, Lucas diz que o primeiro “Indiana” deu certo porque ele mandava e seu velho amigo Spielberg obedecia, e que ele é um progressista, enquanto seu colega é um nostálgico. Com um amigo como Lucas, Spielberg não precisa de inimigos.

 

Autor: - Categoria(s): Uncategorized Tags:

Ver todas as notas

19 comentários para “Muy amigo”

  1. guga disse:

    Sinceridade é tudo amigo, se não aguenta vai pra casa chorar na saia da mãe

  2. tadeu disse:

    Texto fraquíssimo. Conclusões apressadas, com todo jeito de fofoca, dão ao texto uma importância que ele, absolutamente, não tem. A última frase, então, é forçadíssima, pois os dois são amigos há DÉCADAS!! Que bobagem!.

    Imprensa irresponsável e despreparada é isso aí!

  3. Ubirajara Souto disse:

    é muito triste estes comentarios, e o principal da historia o verdadeiro Indiana Jones, Harrison Ford o que pensa sobre o assunto ??

  4. José Carlos disse:

    Josrnalista tem o hábito de levar tudo para o lado em que a notícia se expande em fofocas. George e Steve são amiguíssimos, companheiros e suas idéias interagem de uma forma como nunca se viu no cinema.

  5. Luiz disse:

    Resta saber se o resultado de IJ4 ficou tão ruim pq Spielberg não deixou Lucas fazer o que ele queria ou se foi o contrário. Ou se foi o resultado de uma cagada em conjunto.

  6. Bryan Lucas disse:

    Não acredito que seja real estes comentarios, a historia sempre tem dois lados, acho que o Jornalista nao colocou bem os dizeres que George Lucas quis passar..

  7. Edi disse:

    Perdi meu precioso tempo lendo essa bobagem toda. O cara não disse nada demais… não há porque considera-lo amigo da onça. Foi forçada a intertrepação do IG sobra as frases ditas por George. Puro sensacionalismo.

  8. Ruy disse:

    Concordo plenamente com a opinião do Tadeu logo abaixo. Imprensa irresponsável, sensacionalista e medíocre. Tentam criar teor e clima tenso em qualquer palavra proferida.

  9. Ainnem disse:

    George Lucas serious business…

  10. Marcos disse:

    Que conclusão horrivel…criar esse clima de sensacionalismo virou moda…o autor ganha com acessos na materia.

  11. marcelo disse:

    Ricardo…… Quem tem você no circulo de amizades não precisa de inimigo. O fato de quere filmar em épocas diferentes não faz de ninguém nostálgico ou futurisca. nestes termos o filme da Mumia 3 é o que? Nostálgico ultrapassado? Pelo amos de Deus né, em que faculdade se formou……

  12. wolfman disse:

    eu ainda acho que indiana jones ñ seria nada sem uma participação intensa do spielberg, pois ele é quem dá as idéias boas, é um ótimo profissional, o lucas fica melhor (e mto bem por sinal) no seu mundo de star wars.

  13. tito disse:

    Concordo com o Tadeu. Entrevista totalmente mal interpretada e maldosa com jeito de “Caras”. Quando Lucas fala do futuro e passado,particularmente este último,o jornalista leva o leitor a crer em retrocesso, falta de criatividade, quando entendo que se trata de uma discussão de idéias. Nada mais.

  14. wolfman disse:

    exatamente, concordo com o tito, e acrescentando:
    e se essas idéias “nostálgicas” fazem/fizerem sucesso?
    por acaso o lucas ainda vai botar areia?
    ele adora a grana q o cinema gera

  15. J. Noga disse:

    Perfeito Tadeu. Tenho a certeza absoluta de que esta colocação que foi feita pelo George Lucas é algo comum na relação dos dois monstros do cinema mundial. Ou seja, entre dois amigos não tem frescura.
    Por outro lado, conclusões precipitadas como estas fazem parte da vida destes fofoqueiros de plantão que unica e exclusivamente vivem que nem chacais à busca de sangue.

  16. Anna May disse:

    Achei bonita essa sinceridade. Para que o resultado seja de qualidade, o processo precisa ser assim. A excelência nasce do confronto de idéias. Tudo muito respeitoso, afinal são amigos de longa data.
    Essas coisas nunca vão à mídia.

  17. daniel disse:

    vai parecer que estou repetindo o comentário que fiz no blog do Inácio, mas, enfim… espero que o Ricardo não se chateie, mas ri um bocado com os comentários daqui do post. Esses fãs são divertidos!

  18. Fabio Negro disse:

    Ei, jogaram esse post na primera página do IG?
    Da onde saiu tanto idiota junto?

  19. Pois é. Spielberg olha pro passado e fez o fantástico “Munique”. Já o progressista Lucas fez, bem…os ‘ótimos’ novos episódios de Star Wars…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo