Publicidade

Publicidade
21/09/2008 - 21:38

O fim do Dogma

Compartilhe: Twitter

Você sabe que algo ou alguém ficou velho quando decidem lhe dar um prêmio honorário. A vítima da vez é o Dogma 95. A Academia Européia de Cinema irá conceder um desses prêmios aos criadores do movimento dinamarquês – Lars von Trier, Thomas Vinterberg, Søren Kragh-Jacobsen e Kristian Levring – em uma cerimônia no dia 6 de dezembro em Copenhague. 

 

O Dogma influenciou profundamente o cinema mundial (tanto em termos estéticos quanto de produção), rendeu um punhado de bons filmes (e vários truques), mas Von Trier conseguiu se reinventar para construir uma carreira sólida (em geral, longe das regras do movimento). Só faltava uma pá de cal para enterrar de vez o movimento. Nesse caso, nada melhor que um prêmio honorário.

 

 

Autor: - Categoria(s): Uncategorized Tags:

Ver todas as notas

2 comentários para “O fim do Dogma”

  1. alisson gomes callado disse:

    O Dogma mesmo só existiu de verdade nos dois primeiros filmes do movimento: Os Idiotas e Festa de Família, se não me engano. A partir daí os próprios diretores foram quebrando as regras que eles criaram.

  2. fabricio disse:

    Ricardo, que filmes você indicaria para conhecer um pouco dos trabalhos de Thomas Vinterberg, Søren Kragh-Jacobsen e Kristian Levring? Sabe se estão disponíveis em locadoras?

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo