Publicidade

Publicidade
26/10/2008 - 23:20

12 influências de Clint Eastwood

Compartilhe: Twitter

O incansável Clint Eastwood, que está lançando dois filmes nos EUA, “Changeling” e “Gran Torino”, deu à revista “Entertainment Weekly” uma lista de 12 influências fundamentais em sua vida e obra:

1. James Cagney – “eu roubei uma cena dele em ‘Fúria Sanguinária’ para fazer ‘Dirty Harry’ ”
2. Televisão – “a melhor escola para um jovem ator”
3. “Yojimbo”, de Akira Kurosawa – “quando vi, disse que daria um grande western” (e deu, “Por um Punhado de Dólares”, estrelado por Eastwood)
4. Alfred Hitchcock – “a pessoa mais estranha que conheci em Hollywood”
5. Paul Newman – “era um daqueles caras fáceis de gostar”
6. Golfe – uma das grandes paixões de Eastwood, que tem um campo particular
7. Charlier Parker – o saxofonista homenageado em “Bird”, de Eastwood
8. Ennio Morricone – que ele considera o melhor compositor de trilhas para o cinema
9. “O Livro de Cabeceira dos Médicos” – Eastwood tem uma queda por livros de medicina
10. Helicópteros – “você pode ver uma garota bonita e pousar do lado dela”
11. John McCain – Eastwood vai votar nele: “Eu o conheci quando ele voltou do Vietnã. Ele tinha um olhar assombrado”
12. “Trovão Tropical” – “quando eles explodem a cabeça de um cara, você não consegue evitar de rir”

O voto em McCain era de se esperar, porque Eastwood sempre foi republicano. Mas “Trovão Tropical” foi realmente uma surpresa.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

2 comentários para “12 influências de Clint Eastwood”

  1. Luiz Carlos disse:

    De Clint,sou fã de carteirinha.O cara é bom como ator e diretor.
    Com o tempo ficou melhor.Mas…não amadureceu.Votar em McCain,
    ,,,,dói!!!

  2. Fabio Negro disse:

    CARA, COMO EU GOSTO DE CLINT EASTWOOD!!!

    Quando eu era beeeem pequenininho ele era dono de um orangotango e socava a fuça dos cras na Sessão da Tarde.

    Quando meu pai começou a deixar eu assitir filmes no Corujão, eu conheci o Homem Sem Nome (que tem nome nos três filmes)

    Entre os faroestes dos anos 60 e O dos anos 90, Os Imperdoáveis, existe uma porrada de filmes dele que eu simplesmente não conheço.

    Pouco a pouco os torrents da vida vão preenchendo meu vazio.
    ===

    Falando em influência: existe alguma razão para Martin Scorsese ser o diretor mais influente da segunda metade do século, em detrimento de todos os outros somados?

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo