Publicidade

Publicidade
14/11/2008 - 20:25

O presidente YouTube

Compartilhe: Twitter

Presidentes eleitos pela esperança de renovação muitas vezes acabam associados ao que há de mais moderno na cultura de suas épocas. No Brasil, Juscelino Kubitscheck ficou conhecido como o presidente bossa-nova. Nos Estados Unidos, Barack Obama certamente entrará para a história como o presidente YouTube.

Se ainda havia alguma dúvida disso, ela acaba de se dissipar com uma notícia publicada hoje na “Variety”. Depois de virar fenômeno no site de compartilhamento de vídeos, onde seus discursos e dancinhas estão entre os clipes mais assistidos, o presidente eleito dos EUA anunciou que seus pronunciamentos semanais à nação, tradicionalmente transmitidos apenas por rádio, vão parar no YouTube. Além dos pronunciamentos de Obama, que serão postados todos os sábados, os usuários do YouTube poderão assistir a entrevistas com membros do novo governo democrata, segundo anúncio feito hoje.

“A equipe de Obama escreveu o manual de uso do YouTube para campanhas políticas”, disse Steve Grove, editor de notícias e política do YouTube. “Eles não apenas alcançaram uma enorme massa – fazendo o upload de 1.800 vídeos que foram vistos mais de 110 milhões de vezes – como também usaram o vídeo para cultivar um sentido de comunidade entre seus apoiadores. Obama nos disse no ano passado que ele pretende gravar em vídeo pronuciamentos de estilo caseiro. Nós esperamos que a nova administração lance um canal da Casa Branca pouco depois de tomar posse.”

E nós aqui ainda com a “Hora do Brasil” obrigatória.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

3 comentários para “O presidente YouTube”

  1. Henrique Filho disse:

    Pois é, os discurso de Obama valem a pena serem lidos. E guardados. Já os de Lula… Que vergonha. Ás vezes parecem engraçados, quando ele tá de porre, mas, invariavelmente, são de um cinismo de fazer inveja àquele personagem de Nelson Rodrigues, “o Idiota da Objetividade”.

  2. Naiara Pinheiro disse:

    Isso sim é democracia.
    Tudo estar do melhor e mais rápido alcance da população,para todas as classes.
    Além de não ser obrigatória,pois tudo que é obrigatório nos remete a ditadura.
    Algo para ser realmente democrático,deve estar no direito de escolher das pessoas de agregar a elas ou não.

  3. ANTONI J. disse:

    ESTA È A VITORIA DA TECNOLOGIA SOBRE ESSA IMUNDA IMPRENSA TERRORISTA, GOLPISTA E CHAPA BRANCA DA DIREITA NEOLIBERAL (PSDB/DEMOS COMO EXEMPLO) QUE LEVARAM O MUNDO A FALÊNCIA E QUEREM, POR TODOS OS MEIOS, TRAZER A CRISE PRO BRASIL. ESSA MIDIA APATRIDA E VENDIDA AO CAPITAL INTERNACIONAL, ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS MAS (PALAVRINHA QUE ESSA MIDIA MAIS GOSTA) SEUS ATOS DELINQUENTES NÃO SERÃO ESQUECIDOS.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo