Publicidade

Publicidade
30/11/2008 - 20:10

Flora é a ombudsman de “A Favorita”

Compartilhe: Twitter

Na “Folha de S. Paulo” de hoje, há uma boa reportagem sobre Flora, a vilã de “A Favorita” interpretada por Patrícia Pillar. Nela, Laura Mattos escreve: “A perversa personagem caiu nas graças do telespectador. (…) Ela vive a disparar frases e expressões impagáveis, o melhor repertório de vilania televisiva em muitos anos.”

A reportagem faz todo sentido: Flora é um grande personagem criado por João Emanoel Carneiro e o melhor papel da carreira de Pillar. Há quem tenho descoberto que ela é uma bela atriz com o filme “Zuzu Angel”. Eu só percebi isso agora com “A Favorita”.

Mas acho que há algo a ser acrescentado à matéria da “Folha”, o verdadeiro diferencial de Flora. Ela não é uma grande vilã apenas porque solta frases impagáveis, mas porque funciona como uma espécie de ombudsman (ou ombudswoman?) de “A Favorita”, a figura que aponta os problemas da novela de dentro da ficção.

Ela não só rivaliza com Donatela (Cláudia Raia), como também denuncia o ridículo do folhetim tradicional, com suas mocinhas impolutas e seus heróis politicamente corretos. Mas há um efeito colateral grave nessa opção do autor: ao aderirmos ao olhar da personagem (e isso é irresistível), a novela passa a soar débil sempre que Flora não está em cena.

“A Favorita” virou há algum tempo um time de um jogador só. E, como diz o clichê, jogador sozinho não ganha o campeonato.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

75 comentários para “Flora é a ombudsman de “A Favorita””

  1. Alex disse:

    Inverossímil é uma favela como a da novela antecessora… Fala sério. A coisa mais falsa e utópica que já vi na Tv. Chegava a ser ridícula a retratação… A Favorita é uma novela boa sim, se compararmos as últimas produções do horário. Mas, realmente, sem a atuação da Patrícia Pillar, a novela perde todo seu “encanto”. Ela leva a trama toda nas costas. Parabéns para ela que está excelente no papel!

  2. Francisco disse:

    De fato, Calil, a função dramática dela tem sido essa: assistir a novela por nós e conosco. Tomara que isso levasse, num futuro próximo à inviabilidade (por inverossimilhança), das novelas como existem. O regime militar já acabou é a gente continua assistindo a Beto Roquefeller ou Cavalo de Aço. Nove, dez horas é hora de criança dormir. As minisséries não têm uma, repito, uma razão para vir tão tarde. Isso para não falar numa imensa produção cinematográfica brasileira infusada que não tem espaço: documentários, ficção, video-clips, etc. O problema na verdade é que não há qualquer chance de uma dramaturgia ser construida “solta no ar”, tem que ter história (fatos históricos) pelo menos como referência. A midia eletrônica brasileira morre de medo dos fatos. Paladino da liberdade de imprensa ao lado da ditadura é fogo. Resultado: reparou como o cinema brasileiro (todo ele de propriedade da Globo) tá começando a virar sessão da tarde? Depois reclama da bilheterio, do Ibope…

  3. Jorge de Souza disse:

    “ombudswoman”?????? Cara, onbudsman não é uma expressão inglesa!!! Que tal uma pesquisa antes de tentar inovar?

  4. Jovelino disse:

    Eu acho muito boa a novela e a trama, mas não concordo com
    a morte do personagem vivido por Mauro Mendonça . Fica muito
    óbvia a intenção do autor de um final feliz para os personagens vividos por Tarcísio Meira e Glória Menezes. Isto realmente é muito babaca !
    Outro desperdício é usar o talento do José Mayer para interpretar
    um personagem tão ridículo, sem sentido. Aliás, quando aparece
    cenas desse núcleo, eu mudo de canal !

  5. giuseppe nardelli disse:

    Realmente, caro Calil, a atriz Patrícia Pillar tem se superado na interpretação de seu personagem. Há tempos uma vilã não conquistava o público dessa maneira. A novela, que no começo parecia condenada, parece que deu uma guinada e agora consegue atrair a atenção do público. Só acho que as cenas com a Lara são muito longas e a atriz é muito ruim, o que faz a novela perder rítmo. São cenas onde a atriz chora o tempo todo e não convence. Sem falar do Zé Bob, que é muito caricato e a maquiagem anda carregando no batom dele.

  6. Silvia disse:

    Não concordo com você!!! Acho a Flora estremamente irritante…assim como quase todo o resto do elenco. O núcleo ali do Rancho é um saco!!! Difícil saber quem é o mais cansativo…Flora, Lara, Donatela, Halley…todos um saco!!! Talvez Céu e Orlandinho mereçam uma nota 7.0, os demais não passam de 5.0.

  7. anonima disse:

    Esta Novela é uma das piores, não tem nada de bom , só ensina oq ñ presta, onde já se viu, fazer tantos crimes q ñ tem quem pegue, esta novela é 100% das piores da globo.
    Novela boa foi DUAS CARAS. 100% das melhores.

  8. mariana disse:

    Gostaria que chegasse ao conhecimento do autor da Favorita JOAO EMANOEL dois pedidos:primeiro:que ele não deixe tudo o que falta para contar no ultimo capitulo,como acontece em quase todas as novelas .E preciso curtir durante varios dias a decadencia da Flora e outro que DE JEITO NENHUM o Gonçalo morra,ser avô é muito bom… Quanto ao Targinosildo (que nome ,hein?) vc precisa aprender ar respeitar o gosto alheio. Desde sempre o homem gosta de historias e a novela nada mais e que uma historia . Eu detesto BBB,não suporto aquela xeretice na casa alheia então eu vejo outra coisa.Respeito moleque,respeito

  9. Evanir Regina disse:

    Por ser uma obra em aberto, o que torna possível modificar o roteiro de acordo com o público, e com as necessidades da produção é que a telenovela faz sucesso. Vivemos num período em que não há expectativas de um futuro promissor, não vemos possibilidades da reafirmação de regras e valores sociais e morais. Assim, como as personagens televisivas envolvidas dividem-se claramente em heróis e vilóes, oponentes durante toda a história, e, como vivemos numa sociedade de espetáculos, em que os vilões é que ocupam o imaginário popular,daí A Favorita ainda coseguir manter-se “no ar”. Nós brasileiros, fortemente “teleguiados’ pela ideologia dominante, ainda não conseguimos romper com o gostinho pelo enredo melodramático, centrado na família burguesa e em seus conflitos. Às vezes me questiono;a telenovela tornou-se um monopólio da Globo, ou são os preços de patrocínio que determinam se as telenovelas devem se tornar menos ousadas e inovadoras? Como a nossa cultura foi desenvolvida às margens das letras e como a telenovela é um produto, ao mesmo tempo híbrido e sincrético, pode-se afirmar que mesmo de forma ambígua, a telenovela exibe as tendências reais pelas quais se organizam as relações sociais no Brasil neoliberal. Quantos Silveirinhas, Céus, Floras, Divas e Romildos Rosas fazem parte do cenário público dos rincões do nosso querido Brasil. PS. Precisamos de mais jornalistas com o “faro” investigativo do Zé Bob.

  10. Ives Röpke disse:

    Só uma pessoa muito ingênua ou limitada pode achar que a tv “forma” personalidades. O que se percebe nas opiniões de muitos aqui é a emergência de um conceito da psicologia social chamado “difusão de responsabilidade”. Ou seja, a família se omite, a escola falha. Para quem, no imaginário coletivo, sobrará a culpa por possíveis distorções no caráter de um indivíduo?
    Nossos valores e referências são anteriores à experiência em frente à tv. O processamento mental é endógeno e aquilo que assistimos é rebatido pelo que acreditamos. Isso quando estamos plenamente “conectados”, o que nem sempre ocorre. Eu proponho um teste aos comentaristas-inquisidores. Quantas vezes os senhores já se flagraram diante da televisão enquanto a mente viajava por outras terras? A luz da telinha pode nos reconduzir para o programa, mas logo a nossa mente se desligará outra vez. Eu pergunto: como um mecanismo tão superficial como esse pode deformar uma personalidade “sadia”?
    Meus caros: os valores estão na cabeça de quem pensa e não nos olhos de quem vê!

  11. cristiane disse:

    nao acho que a novela ficou chata, acho que so pegou todo mundo, eu odiava a donatela, agora torco por ela com o ze1! soque tambem queria que a flora enforcasse a lara ela e mto fresca, e depois que ela brigou com o halley e chamou ele de pobre eu queria que ela implorasse o perdao dele! e sofresse um pouco, pra ela crescer e ver o que e o mundo de verdade sem todo aquele dinheiro.

  12. Eliana disse:

    Adorei seu comentario e como escrevo no blog A FAVORITA ME IRRITA, me surpreendi de ver tanta gente se irritando tanto! Só hoje!

  13. Luciano Oliveira disse:

    Esta novela é o óbvio levado ao ridículo. Certos acontecimentos que qualquer pessoa comum se questionaria são mostrados a personagens cegos que não sabem o que fazer na trama. Por exemplo: Onde um individuo como Gonçalo, podre de rico, deixa-se continuar a usar medicamentos que ele mesmo considera sem efeito e não procura um médico? Bastava estalar os dedos e o consultório se faria ali mesmo na sua mansão. Até porque, não há rico que nao queira prolongar mais a sua vida.

  14. edivaldo disse:

    Donatela era uma esperta, sagaz e inteligente no início da novela, ao ponto de fazer da vida de flora um verdadeiro Big Brother, todos os passos de sua inimiga eram vigiados, de repente, de uma hora para outra, Flora virou o jogo, os detetives que estavam na sua cola foram abiduzidos, e a esperta Donatela se transformou em uma pobre moça chorona e sofredora. João Emanuel Carneiro cria todas as situações possíveis para a vilã Flora atingir seus objetivos, ao ponto deu uma turma formada por Donatela, Zé Bob, Tuca, Maíra, Halley, Silene, Seu Pedro e o poderoso Gonçalo não serem capazes de detê-la. Uma Dona Irene ingênua ao extremo, ao ponto de confiar numa mulher que passo 18 anos presa por um crime que, supostamente, não cometeu. E ainda tem gente que acha essa novela interessante, cheia de clichês manjados e de personagens que chegam ao retardamento mental. E olha só o final: Flora morta com um tiro no peito dado por Silveirinha e ainda zombando da cara de Donatela. Aff, que falta de originalidade. Flora vai se juntar a Odete Roitman(Vale Tudo), a Altiva(a indomada), Adma(Porto dos Milagres), Nazaré(Senhora do Destino), Laura(Celebridade), Custódia(Meu bem querer), isso é que é criatividade!!!!!

  15. Marcos Rocha disse:

    A Verdade é uma só…. O Núleo de Jornalismo da Rede Globo trabalha exaustivamente para enquadrar a emissora dentro do “MERCADO E DA ACEITAÇÃO POPULAR”…Explico: Será que…se a Globo fizer uma novela que mostre do começo ao fim, ou seja, que fizesse um desfile de “ÓTIMOS COMPORTMENTOS E SITUAÇÕES”….Que NÃO MOSTRASSE mortes, injustiças, traições amorosas, traições econômicas, omosexualismo, prostituição, problemas com drogas, gravidez na adolescência, insesto, golpes econômicos, corrupção governamental e privada, furtos, assaltos, racismo, intolerância religiosa, enganações de toda ordem etc, etc, etc……Ela conseguiria audiência??? Será que se fizesse um texto um pouco mais culto iria conseguir alguém que se mantivesse na frente da telinha??? Que fisse tudo mostrando apenas ética, o telespectador estaria interessado em trazer isso como exemplo para sua vida???
    Será???
    Eu aqui quero fazer o papel de advogado do Diabo, concordo em grande parte com os comentários descritos acima….. A novelinha é bem medíocre mesmo…. Mas tenho que ficar do lado da Globo e do autor João Emanoel…..Eles estão arrazando….é exatamente o que o público quer…. e a Globo como empresa está agindo de forma bem lícita com as regras de mercado… Explico novamente: Em minha casa e familiares, aqui vale para extensão grande da população, quando eu tento retirar a TV do Canal da Globo e passo por exemplo para uma TV Escola, Futura, ou mesmo um canal governamental do tivo TV Senado, Câmarra, uma discovery ou qualquer canal que me faça crescer como pessoa, sou quase fuzilado por todos e mais ainda…..eu pensava que era só na minha famíla mas fiz uma pequena pesquisa e descobri que 100% de quem perguntei é desta forma….ou seja, constatei que se a Globo investir em programas e novelas que abordem assuntos construtivos ao ser humano ela tá FALIDA…..pelo símples fato de que, as pessoas não estão interessadas no que é bom, correto, ético, justo mas sim nos assuntos de degradação da família, das relações corporativas, trabalhistas, etc….A todas as pessoas que acima esculhambaram a forma como o autor e a Globo estão conduzindo as tramas..façam vocês mesmas o que fiz…vão constatar que não estou errado…..Uma nota…todos condenão um prostíbulo……mas já observaram o comportamento de um usuário destes locais??? observem a ipocresia do ser humano que alí faz uso? que ali se diverte?? já viram o despreso com que ele trata o local e as pessoas que alim vivem e faz da atividade sua sobrevida???? Reflitam: SE UM PROSTÍBULO E UMA PROSTITUTA EXISTEM É PORQUE EXISTE MERCADO…Se não houvessem pessoas que buscam tais serviços esta forma de degradação humana não existiria….Entaum meus caros amigos…será que voceis tamém não estão sendo ipócritas nos seus julgamentos??? Da mesma forma… se a globo faz as suas novelas assim de forma a retratar seu telespectador como burros, idiótas, imbecis, ou todos os adjetivos ruins que forma aqui citados é por uma símples questão de mercado….Ela está exatamente dando aquilo que o público quer….Procurem saber do índice de audiência de uma TV cultura, uma TV Escola, ou qualquer canal que mostre formas de elevação do nível ético, cultural do indivíduo…Aposto que são os mais baixos possíveis….
    Será que os anunciantes irão renovar seus contratos com a Globo se ela de um momento pra outro fizer uma autocensura e retirar todos estes elementos de suas produções????
    Reflitam:….. O POVO NÃO QUEREM SE MELHORAR COMO PESSOAS….Mostre a ele o que é bom e ele te despreza……

    Mas quero aqui deixar minha crítica também a Globo….. Para ela parece que o Brasil só existe Rio de Janeiro…..Principalmente para Gilberto Braga…..Ela esquece que o Brasil é Grandioso e tem muita coisa bonita para ser mostrada….Será porque a novela Pantanal ainda fascinam as pessoas?? Outra coisa…. A Globo esta fazendo uma outra novela que é cópia do Clone…. Porque fazer uma superprodução multinacional se o Brasil possui muito a ser mostrado??? Esta é a única coisa que critico da Globo, ela poderia continuar fazendo suas novelas mediocres para agradar aos seu publico mediocre mas mostrando as coisas belas do Brasil….

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo