Publicidade

Publicidade
20/01/2009 - 23:19

“BBB 9” adere à estética da mulher-fruta

Compartilhe: Twitter

Não faz muito sentido analisar a primeira semana do “Big Brother”. Por mais que a produção se esforce, as novidades introduzidas a cada edição são meramente cosméticas. O essencial – a personalidade de cada participante e o tipo de relação que se estabelece entre eles – sempre demora algum tempo a aparecer. Não é como uma novela, em que no primeiro capítulo fica relativamente claro qual é a trama principal, quem são os mocinhos e vilões (“A Favorita” foi a exceção que virou regra na metade do caminho).

Quer um bom exemplo para comprovar essa tese sobre o “Big Brother”? Na primeira semana da quinta edição, Jean foi ao paredão e quase foi eliminado, com pouco menos de 50% dos votos. Por aí, poderia-se imaginar que ele seria um coadjuvante do programa; acabou tornando-se não só o protagonista, como o vencedor.

Tudo isto posto, existe uma novidade evidente que já pode ser notada nesta primeira semana de “BBB 9”. Sintonizado com uma mudança (ou ampliação) de gosto que ocorreu de um ano para cá no país, o programa aderiu à estética da mulher-fruta. Grosso modo (sem trocadilho), as sílfides de edições anteriores – das quais Grazi talvez seja a principal representante até aqui – foram substituídas pelas botticcelianas – para usar um eufemismo poético.

Claro, houve exceções no passado, como há no presente. Mas em geral há uma clara tendência de privilegiar agora as mulheres encorpadas. Francine, Ana Carolina, Milena, Mirla e, sobretudo, Priscila estão aí para não me deixar mentir. No grupo minoritário das esbeltas, duas foram mandadas para uma provável execução sumária no aquário do shopping e terceira, a miss Michelle, foi eliminada nesta terça – em uma disputa com Priscila, a mais… frutífera sister desta edição. O que mostra que a Globo mais uma vez entendeu o que está se passando na cabeça do brasileiro.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

5 comentários para ““BBB 9” adere à estética da mulher-fruta”

  1. Gabriel Heller disse:

    Viva a mulher pomar!

  2. André Veiga disse:

    Quem gosta de osso é cachorro.
    Quem gosta de modelo é estilista (ou maquiador)
    Homem gosta de CARNE.
    Mulher pra encher uma cama, como dizem os árabes

  3. eduardo emmerick ewbanck disse:

    Uma notícia quase de primeira mão. A Priscila é de Campo Grande, capital de Mato Grosso do SUL. Pois bem. Em Mato Grosso do Sul existem algumas frutas típicas. Ela está conhecido por lá como a “Mulher Pequi”. Um fruto mto ruim, amargo, q chegam até cozinhar com arroz. É, essa menina é “amarguinha”. Meio gordinha, ou seria maldade minha?

    Pri, Deus te disse, desce, só desce, pq subir novamente não será possível.

    Abss..

  4. Adriano disse:

    Boa, André! rsrs

  5. Cristiane disse:

    Pessoal,

    É uma grande tristeza ligar a TV e ver aquelas pessoas tâo burras (Francine), tão arrogante(MAx) e tão senhoras de si (Priscila)!

    Gente, é triste ver como a Priscila apela para o corpo! Já temos um pais super “sexual” com casos tristes de abusos e com a imagem da mulher apenas como “bunda e peito”. E fico muito triste em ver que a Priscila apenas ressaltou isso a cada dia que ela ficou no ar. É vergonhoso e triste.

    E o Max? Acho que ele é o cara mais arrogante que já vi! para ele não existem adversários para ele! Segundo ele mesmo, “ele é o maior adversário dele”. Isso só pode ser dito por uma pessoa que se acha demais!

    E a Francine? É triste ver uma pessoa desta dizendo que ainda é professora…

    Bem, diante de tudo isso e pensando que é impossível dar o prêmio de 1 milhão para alguém, sugiro que no próximo BBB tenhamos uma quarta opção: NÃO QUERO QUE NENHUM DOS FINALISTAS GANHE O MILHÃO.

    Acho que isso poderá ajudá-los a ser tão menos vergonhosos do que estão sendo.

    Abraços, Cristiane.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo