Publicidade

Publicidade
22/01/2009 - 11:50

Academia ignora blockbuster e insiste no “filme de Oscar”

Compartilhe: Twitter

Todos esperavam que “O Curioso Caso de Benjamin Button” e “Quem Quer Ser um Milionário?” liderassem a corrida ao Oscar, como se confirmou hoje com o anúncio dos indicados ao prêmio. A grande dúvida sobre a lista, na verdade, era outra: a Academia de Hollywood iria ignorar mais uma vez os blockbusters e privilegiar apenas os chamados “filmes de Oscar”? Para ser mais específico, haveria indicações para “Batman – O Cavaleiro das Trevas” como melhor filme e para Christopher Nolan para melhor diretor? E ainda: “Wall-E” conseguiria extrapolar a categoria de animação para conseguir uma indicação como melhor filme?

Como se viu pela lista, a Academia disse “não” mais uma vez aos blockbusters e preferiu ser conservadora nas indicações. Entre os melhores filmes, há um clássico filme de Oscar, com belas lições de moral e valores de produção (“O Curioso Caso de Benjamin Button”, que é o “Forrest Gump” deste ano, como você na nota abaixo); um mezzo-independente que corre por fora (“Quem Quer Ser um Milionário”; um filme político com lições para o presente (“Frost/Nixon”), um filme de “minoria” (“Milk – A Voz da Igualdade”); e um filme sensível para fazer figuração (“O Leitor”), na vaga que poderia ter sido de “Batman” ou “Wall-E”.

Neste ano, muitos torciam pela indicação a melhor filme de “Batman” porque se tratava de um raro filme que conjugava um enorme sucesso de público com uma massiva aprovação dos críticos. Ou seja, era um raro “blockbuster” de respeito. Algo parecido poderia ser dito sobre “Wall-E”, um desenho de respeito. Mas a Academia preferiu deixar “Batman” com a justa e previsível indicação de Heath Ledger como ator coadjuvante (além das categorias técnicas) e manter “Wall-E” relegado à categoria de animação. Peter Jackson precisou fazer três filmes até que o “Senhor dos Anéis” levasse o Oscar de melhor filme.

Pessoalmente, eu torcia pela indicação de “Wall-E”, o melhor filme hollywoodiano de 2008, mas não fazia questão no caso de “Batman”, que não despertou em mim o entusiasmo da maioria do público. Mas o real incômodo pela não-indicação desses dois filmes não é pessoal. O problema é a eterna hipocrisia da Academia em ignorar a indústria cinematográfica que justifica sua existência, como se o dinheiro arrecadado por seus filmes fosse uma coisa suja, e insistir em produções que ficam em um estranho meio-termo entre o filme “da indústria” e o “de arte” – e acabam não sendo nem uma coisa nem outra.

O Oscar é um prêmio sobre dinheiro, fama e roupas. Até quando a Academia vai continuar fingindo que é uma celebração da “sétima arte”?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

11 comentários para “Academia ignora blockbuster e insiste no “filme de Oscar””

  1. Fabio Negro disse:

    A Academia não funciona com zeigest, como as listas feitas por internautas.

    por mais lobby que se faça, é impossível manipular tantos votos de pessoas tão díspares entre si.
    nisso ela é mais aprecida com “o mercado” essa coletividade sem rosto que faz o que quer, tentando adivinhar o que o outro vai fazer.
    ===

    Meus comentários:

    *FROST/NIXON tá com bem mais indicações do que merece

    *SLUMDOG MILLIONAIRE tem bem menos cara de Oscar do que Juno ou qualquer independente recente. Pra mim já tinha surpreendido no People`s Choice e no Globo de Ouro.

    * Aleluia, Senhor! TARAJI HENSON indicada como atriz coadjuvante! A categoria mais justa do Oscar, ano após ano, mostrou pq Globo de Ouro é bom, mas que pedigree tem quem vota no Oscar!

    *Wall-E esqueceu de não ficar chato na segunda metade. Filme-mensagem desce sempre entalado. Tomara que perca pro Bolt, ainda, quem é bem mais legal! o/

    *BATMAN é, cinematograficamente falando, primário. Um diretor médio o teria feito. O grande trabalho de Christopher Nolan foi ter acertado no clima. Mas não tem categoria pra isso…

    *nossa, Calil, quanto blockbuster já venceu o Oscar!
    Os Infiltrados,
    Chicago,
    O Retorno do Rei,
    Gladiador,
    Titanic,
    o próprio Forrest Gump,
    Coração Valente,
    Star Wars…

    http://www.joio.com.br

  2. Fabio Negro disse:

    péra, deixa eu me corrigir:

    a categoria mas justa do Oscar é de MELHOR ATRIZ.

    a ATRIZ COADJUVANTE é como as outras e depende do ano.
    quase tive um infarto maligno quando indicaram a Ruby Dee – a mãe do Denzel Washington em O Gângster.

  3. flavio disse:

    me desculpe fabio negro, mas star wars jamais ganhou oscar,, so nao aceito o fato de o resgate do soldado ryan nao ter ganhado oscar, no mais a academia e politicamente correta,agrada 81% nos seus 81 anos

  4. Josenildo disse:

    Chicado nunca foi Blockbuster e Star Wars nunca ganhou o Oscar de melhor filme, e Batman não é primário e nenhum diretor mediano teria condições de fazê-lo, e Wall-E não e chato.
    Menos afetação e mais realidade nos comentários

  5. Corto Maltese disse:

    “*BATMAN é, cinematograficamente falando, primário. Um diretor médio o teria feito. O grande trabalho de Christopher Nolan foi ter acertado no clima. Mas não tem categoria pra isso…”

    Queria saber por obséquio porque o Batman seria primário? Porque é um personagem de história em quadrinhos?

    São idéias retrógradas como essa que me tiram cada vez mais a vontade de ir ao cinema.

  6. CRISTIANE MARTINS disse:

    SINTO MUITO, MAS STAR WARS NUNCA GANHOU O OSCAR DE MELHOR FILME, E NÃO SÃO TODOS OS FILMES QUE GANHAM OSCAR QUE SÃO BLOCKBUSTER.
    INFELIZMENTE ESSE ANO FOI UMA DECPÇÃO BATMAN NÃO SR INDICADO COMO MELHOR FILME OU MELHOR DIRETOR, FOI LAMENTÁVEL, A ACADEMIS DEVERIA ACOMPANHAR A NOVA ERA OBAMA E MUDAR A VOTAÇÃO, MAS SÓ RESTA ESSES FILMES QUE JÁ FOI CITADO EM VÁRIAS LISTAS.
    QUEM SABE UM DIA A ACADEMIA ,MUDE A SUA VISÃO.

  7. Guilherme Paiva disse:

    Gran Torino não foi elegível ou foi simplesmente desconsiderado?

    quanto ao tópico, a academia ainda sofre com o fantasma de Titanic e, mais recentemente, de Senhor dos Anéis. Ainda mais, blockbusters são coisas de momento.

    Se Dark Knight tivesse estreiado no tempo certo certamente estaria entre os 5.

  8. Ana Karolyne Oliveira disse:

    “Queria saber por obséquio porque o Batman seria primário? Porque é um personagem de história em quadrinhos?” >> Gostei disso! Odiei o fato de algumas pessoas acharem, por exemplo, que um personagem dos quadrinhos não pudesse se envolver numa discussão tão profunda, introspectiva e séria como ocorreu em TDK. Idéias antigas mesmo, que me fazem ignorar cada vez mais o sentimento de que só entram clássicos no Oscar.

  9. Adriano disse:

    No meio de tudo isso, ainda fiquei surpreso com a indicação de Robert Downey Jr. para melhor ator coadjuvante. Adorei Kirk Lazarus, mas acho que ele nunca vai ganhar, infelizmente. Afinal, o “black face” era considerado racista, o filme é de “guerra”, envolve drogas e Lazarus diz “fuck” o tempo todo. Ah, e é um filme de comédia também.

  10. Daniela disse:

    Ric, concordo com vc.. Wall_E é genial, que filme. Aliás, estou adorando passear pelos seus textos, porque diferente da “mama”, eu me identifico muito (haha). Beijos

  11. […] ao Oscar da Academia. Sobre as indicações do Oscar, aproveite para ler também o artigo Academia ignora blockbuster e insiste no “filme de Oscar”, de Ricardo […]

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo