Publicidade

Publicidade
29/01/2009 - 21:23

Obama é uma ameaça para os comediantes

Compartilhe: Twitter

Quando Obama foi eleito, alguns colunistas americanos cogitaram a hipótese de que este seria o fim do humor político nos EUA. Depois de anos de Clintons e Bushes, facilmente caricaturáveis, os comediantes teriam dificuldades para parodiar um sujeito com uma imagem tão “cool” e com opiniões tão sensatas.

Mas os humoristas políticos não pretendem perder seu emprego facilmente. No YouTube e outros sites, há dezenas de imitações de Obama. A melhor até aqui, a meu ver, é a de Jordan Peele no Funny or Die, lendo a carta deixada por W. Bush para o novo presidente:

Peele pegou bem o estilão blasé de Obama. Mas o alvo de sua piada é Bush – o que é o mesmo que chutar cachorro morto. Obama ainda não foi devidamente sacaneado pelos comediantes americanos. Mas ainda é cedo para decretar a morte da comédia política. Quando o Muro de Berlim caiu, Francis Fukuyama previu que era o fim da História. E ela continua dando as caras por aí.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo