Publicidade

Publicidade
25/06/2009 - 23:31

Adeus ao rei do clipe

Compartilhe: Twitter

Neste momento, todas as facetas de Michael Jackson estão sendo esquadrinhadas pela imprensa: o cantor, o dançarino, a criança-prodígio, a aberração e assim por diante. Mas, como este é um blog de cinema e TV, é preciso afirmar o seguinte: nenhum músico na história foi tão importante para o desenvolvimento do audiovisual quanto ele.

Michael foi um pioneiro e um mestre de um formato essencial de nossos tempos: o videoclipe. Mas, curiosamente, ele nunca se rendeu à chamada estética do clipe, baseada na extrema fragmentação das imagens. Ao contrário, sua importância está em tentar aproximar essa jovem arte de seu parente mais velho, o cinema.

O melhor exemplo desse esforço é “Thriller”, o mais famoso clipe da história, em que Michael cria uma narrativa cinematográfica para sua música decalcada de velhos filmes de zumbi.

Michael não era apenas um cantor obcecado com a produção de imagens (no que só pode ser comparado a Madonna), como também tinha a sabedoria de se associar com alguns dos maiores cineastas de seu tempo: John Landis (“Thriller”), Martin Scorsese (“Bad”), Spike Lee (“They Don’t Care About Us”).

O resultado eram clipes que se alimentavam do cinema, encontravam uma linguagem própria e, ao fim, inspiravam outros clipes e até o cinema – num processo de retroalimentação dos mais significativos destes últimos 30 anos de cultura pop.

Os vídeos de Michael foram reverenciados, parodiados e atacados por nomes díspares como Weird Al Yankovic e Eminem. Isso só acontece quando se é referência. E Michael era – e ainda é – a essencial.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

20 comentários para “Adeus ao rei do clipe”

  1. José Luiz disse:

    Olá Ricardo,

    Eu considero Michael um contemporâneo na era do video clipe, além é claro de um visionário. Diversos efeitos especiais, foram criados ou usados pela primeira vez em seus videos, e logo após, introduzidos no cinema. Além de Thriller, acredito que outro grande video clip, quse um curta metragem, seja Ghost, um video clip que tem cerca de 40 min. Muito bom, desde efeitos especiais, até sua coroegrafia e musicalidade.

    Abraços,

    José Luiz

  2. saulo sabino disse:

    Ricardo, concordo contigo em todos os sentidos. Michael sabia como se cercar não só de grandes homens da imagem mas também fazia o mesmo com grandes músicos, a exemplo de Quinc Jones. O público em geral – e isso é normal – consome a superfície do artista – e disso talvez resulte toda o amor devotado a um ídolo, mas é possível passar muito tempo investigando e aproveitando melodias, arranjos, idéias simples e maravilhosos dele como compositor, com grandes rasgos de originalidade sempre. Serrá lugar comum para sempre dizer isso, mas, com certeza, Michael é o suprassumo de tudo que entendemos por cultura pop.

  3. EDY LEME disse:

    simplesmente um MITO, são 50 anos da música interrados, mas que ressustirará a todo momento enquanto vivermos e lembrar mos de tres letras : BIN

    é tudo.

    Edy

  4. André Veiga disse:

    A Maior sacanagem é esse papo que agora o MJ vai lançar um remake de Thriller, só que muito mais realista.

  5. […] de Michael Jackson   Opinião Mauricio Stycer: Michael Jackson não morreu Ricardo Calil: um adeus para o rei do videoclipe Lucio Ribeiro: lembranças de Michael Jackson no Brasil Gerald Thomas: Michael Jackson morreu por […]

  6. rui disse:

    É incrível como me sinto triste com essa notícia sobre a morte do MJ. É como se morresse um irmão que eu há muito não via. Acho isso até meio incompreensível.

    Mas gostaria de falar sobre os videoclipes: parece que todos os clipes atuais são uma cópia do thriller: a narrativa curta, as danças coreografadas, até os passos são copiados. Acho que só uma obra genial poderia provocar isso.

  7. Kamila disse:

    Independente de sua personalidade excêntrica (e mal compreendida), Michael Jackson foi um verdadeiro pioneiro: da música, dos videoclipes… Sua história e contribuição são significativas demais. A morte dele decreta o fim de uma era.

  8. marcelo nery disse:

    o que fez mais sussesso na minha epoca dmais

  9. Ricardo,

    Do menino que foi a alma do JF até o cara que dedicou sua vida à revelação da alma da música negra para os “brancos” de todo o mundo, há um caminho onde poucos ousaram acompanhá-lo. Portanto, mãos à obra! Ainda há tempo para ajudar a entender a obra de um dos maiores artistas de nosso tempo.

  10. Nayara Lima disse:

    Michael Jackson como definí-lo?
    Talvez “1001 personalidade”?!? Ainda é pouco…
    Simplesmente indefinível.

    Saudades eternas…

  11. maria disse:

    Além de ser um excelente cantor, compositor, dançarino, ele tinha outra face que por ela ficou sujo: gostar de ajudar as pessoas. A criança de 13 anos que lhe levou ao processo, essa mesma, ele tinha ajudado. Ele mantém 39 instituições de caridade, fez uma música para ajudar aos paupérrimos da África “we are the world”.
    Que ele descanse em paz, já que a vida dele, aqui na Terra, foi muito atribulada (pai opressor, levantamento de falso, pessoas que lhe exploravam, até na morte foi explorado pelo seu próprio médico, etc, etc). Isso prova que fama e dinheiro não é tudo. O dinheiro pouco valor teve para ele, pois distribuia sem medidas. A única coisa que ele deixou nessa Terra foram os seus três filhos.

  12. castor disse:

    Muito triste,

    Só quem viveu a adolescencia na decada de 80 sabe o real impacto que o MJ teve na historia do video clip.

    R.I.P

  13. Julio disse:

    Michael Jackson era um artista único, incomparável. Pop sem deixar de ser genial. Refinado e simples como um Picasso, excêntrico e polêmico como Dali.

  14. sirlene disse:

    que pena mais ele vai estar no lado de deus , minha filha adorava mj . todas as música dele ela cantava . um grande abraso tchau

  15. […] de Michael Jackson   Opinião Mauricio Stycer: Michael Jackson não morreu Ricardo Calil: um adeus para o rei do videoclipe Lucio Ribeiro: lembranças de Michael Jackson no Brasil Gerald Thomas: Michael Jackson morreu por […]

  16. […] letras de Michael Jackson   Opinião Mauricio Stycer: Michael Jackson não morreu Ricardo Calil: um adeus para o rei do videoclipe Lucio Ribeiro: lembranças de Michael Jackson no Brasil Gerald Thomas: Michael Jackson morreu por […]

  17. Poliana Paiva disse:

    Exatamente, ele inaugurou coisas que o cinema nem conhecia.
    Obrigada pela deferência ao rei.

  18. Cida disse:

    Nao sei como explicar, fiquei e estou profudamente triste mexeu comigo, SIMPLISMENTE MARAVILHOSO MICHAEL JACKSON!!!
    Ninguem nunca o entendeu, ele sofreu muito choro sempre que leio algumas entrevista no qual sempre falava do MONSTRO “pai”.
    Deixo aqui meus pezares e a minha profunda dor.
    Saudades eterna descance em paz

  19. f.a... disse:

    ñ importa oq dizem! se ele morreu ou ñ, oq importa é q ele estará vivi em cada um de nós! pq o REI jamais morrerá perante seu trono!!!!!!!!!!!!!!!
    essas são algumas simples palavras de uma fã, ñ conciderada n° 1 mas sim apaixonada pelas letras de suas músicas! SALVE MEU REI!!!!
    ETERNAMENTE O REI DO POP!
    viva em paz com DEUS!!!!!

  20. f.a... disse:

    ñ importa oq dizem! se ele morreu ou ñ, oq importa é q ele estará vivo em cada um de nós! pq o REI jamais morrerá perante seu trono!!!!!!!!!!!!!!!
    essas são algumas simples palavras de uma fã, ñ conciderada n° 1 mas sim apaixonada pelas letras de suas músicas! SALVE MEU REI!!!!
    ETERNAMENTE O REI DO POP!
    viva em paz com DEUS!!!!!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo