Publicidade

Publicidade
18/08/2009 - 22:26

É o fim das trilhas sonoras?

Compartilhe: Twitter

As trilhas sonoras de filmes se tornaram uma das maiores vítimas da crise da indústria fonográfica e do download de músicas, mostra uma reportagem do site The Wrap.

Alguns números compilados pela matéria: foram vendidas apenas 115 mil cópias da trilha de “Transformers 2”, apesar do sucesso do filme e de uma música inédita do Linkin Park. O novo “Star Trek”? 43 mil cópias. “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”? 28 mil. “A Era do Gelo 3”? Menos de mil cópias.

Por conta dos números insignificantes, alguns estúdios simplesmente estão desistindo de lançar trilhas de alguns filmes, casos de “Bruno” e de “Obsessed” (apesar de este último ser estrelado por Beyoncé Knowles).

Claro, ainda há alguns sucessos pontuais, como a trilha de “Crepúsculo”, que teve 2,2 milhões de cópias vendidas, ou a de “Quem Quer Ser um Milionário”, que chegou ao segundo lugar da parada Billboard. Mas nada que se compare a sucessos do passado, como a trilha de “O Guarda-Costas”, com 17 milhões de cópias vendidas, ou de “Titanic”, com 11 milhões.

Outro site, o Idolator, questiona a reportagem do The Wrap, dizendo que não faz muito sentido comparar os números de “Transformers” como de “Titanic”.

Mas a questão não é apenas numérica. Existe um problema mais grave, de perda de relevância cultural. No passado, a vida parecia impossível sem a trilha sonora, por exemplo, de “Trainspotting”, de “Pulp Fiction” ou “As Virgens Suicidas”. Não poderia dizer o mesmo sobre nenhum filme dos últimos três, quatro anos.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

8 comentários para “É o fim das trilhas sonoras?”

  1. chico disse:

    a trilha sonora de Viagem a Darjeeling do Wes Anderson não entraria nesse grupo? O filme é de 2007.

    Aliás, como são boas as trilhas de todos os filmes dele.

  2. gilvas disse:

    lembremos das excelentes trilhas de yann tiersen para amelie poulain e adeus lenin, e também dos trabalhos de philip glass e michael nyman…

  3. William disse:

    Tem que verificar é o sites de torrent pra ver se caiu mesmo.

  4. Anna Carol disse:

    No meu iTunes, no momento, tenho as trilhas de Marie Antoinette (Hong Kong Garden é meu toque de celular), Darjeeling Limited, My Blueberry Nights, e a maravilhosa de Into the Wild.

  5. Alexandre disse:

    Concordo com a Anna Carol. E alias blockbusters em geral não tem grandes trilhas. Uma musica pro-forma no video clip que tocará nos creditos finais. Em produções menores Como Juno, Mais Estranho que a Ficção a trilha é um elemento relevante da historia.

  6. Vinhal disse:

    Já foram lembrados vários filmes com trilhas, se não memoráveis, bastante identificáveis.

    A primeira que me veio à cabeça, no entanto, foi Sangue Negro. Não consigo conceber o filme sem sua trilha.

  7. Fabio Negro disse:

    pôxa, não existe crise da Trilha Sonora, existe crise da INDÚSTRIA FONOGRÁFICA.

    não vende pq eu vou no Mininova e baixo tudo de graça.
    só o Michael Jackson tá vendendo disco.

    Por outro lado, relevância cultural não é, pq, como eu disse hoje à tarde: Lux Aeternia, o tema do filme RÉQUIEM PARA UM SONHO, se tornou a nova Carmina Burana.

    um clássico moderno do Clint Mansell que deve estar presente em 38% das trilhas dos vídeos do Youtube.

    http://twitter.com/Fabio_Negro

  8. luan correia disse:

    olha, se eu fizer uma seleção de trilhas de cinema….os filmes dos anos 2000 vão ficar devendo e mto!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo