Publicidade

Publicidade
23/08/2009 - 10:37

Deborah Secco e o fogo amigo

Compartilhe: Twitter

Na entrevista que Deborah Secco deu para a “Folha de S. Paulo” deste domingo, anunciando que vai viver a ex-garota de programa Bruna Surfistinha no cinema, chamou atenção o tom veladamente crítico que ela adotou para falar de seus trabalhos na Globo Filmes:

“Eu queria que, quando fizesse um filme com uma grande distribuição, uma grande visibilidade – diferente dos que já fiz, que foram totalmente globais, como ‘Casseta & Planeta’, ‘Xuxa’ e tal -, fosse com uma oportunidade de interpretação”.

“Acho que sim [que é sua estreia no cinema]. Eu já fiz filmes como ‘A Cartomante’, que não teve uma grande distribuição, e esses filmes muito globais. Queria trabalhar com uma galera que ama o cinema. Quero aprender com eles. Eu aqui sou estreante”.

Em uma intepretação maliciosa (mas não muito), dá para concluir o seguinte:

1) Os filmes da Globo não lhe deram muita oportunidade de interpretação.

2) Os filmes da Globo não contam como cinema, já que ela considera o papel de Bruna Surfistinha sua estreia na tela grande.

3) A galera da Globo não ama muito o cinema, nem tem muito a ensinar.

Eu já desconfiava de tudo isso, mas não há nada como ver nossos próprios preconceitos confirmados por alguém das internas… Brincadeira. Há filmes e filmes da Globo.

Trata-se de um caso clássico de fogo amigo. Afinal, é uma atriz essencialmente “global” falando de filmes “globais”. Bastou um papel no cinema “independente” para ela se voltar contra o “sistema”.

Com amigos como Deborah, a Globo Filmes não precisa de críticos.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

6 comentários para “Deborah Secco e o fogo amigo”

  1. André Veiga disse:

    Deborah Secco só tem emprego por ser gostosa e fogosa nas telas e fora delas. Suas estripulias amorosas fora da tela vendem revistas e despertam curiosidade para ver suas estripulias amorosas na tela. Nunca fez um papel que não fosse de alguma forma erotizado. É como o Pelé interpretando um jogador de futebol.Se não teve oportunidade para interpretar, não será desta vez. Como Bruna Surfistinha, não precisará mostrar seu talento dramático. Basta agir naturalmente.

    Em tempo: Está casada com o jogador de futebol, o famoso “Chinelinho”. A tampa e o balaio.

  2. Kamila disse:

    Deborah Secco anda cuspindo no prato em que come! Se não fosse a Globo e, consequentemente, a Globo Filmes, onde ela estaria???

    E ela é perfeita para interpretar Bruna Surfistinha!

  3. Te disse:

    Eu achei esquisitíssimo: fizeram testes com várias atrizes por que diziam que queriam uma atriz desconhecida do público. Quando finalmente anunciam qual será, com direito a ensaio da Trip e tudo, a Karen Junqueira diz algo como “está com a agenda lotada” e desiste do papel. E anunciam a Deborah Secco, atriz conhecida do público, para o papel. A Globo Filmes não quis apostar numa desconhecida?

  4. Tica disse:

    Até onde eu sei a Globo Filmes não está envolvida com o filme da BRuna Surfistinha.

  5. Samyra disse:

    Não julgando Deborah Seco e suas qualidades como atriz nem a Surfistinha com seus predicados… Ô gente preconceituosa do caralho. Puta merda.

  6. Carlos N Mendes disse:

    Logicamente, Deborah cometeu um ato falho. Mas foi perfeito…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo