Publicidade

Publicidade
28/09/2009 - 22:50

Prisão de Polanski reabre ferida que já estava fechada

Compartilhe: Twitter

A questão da prisão de Roman Polanski é bastante delicada, cheia de áreas cinzentas. Mas, como o colega Inácio Araujo comprovou em seu blog, a internet é um mundo em preto e branco. A maioria dos leitores nunca vai deixar o crítico atacar a prisão do cineasta sem acusá-lo irracionalmente de defender o estupro de uma menina de 13 anos.

Para quem viu o bom documentário “Roman Polanski: Wanted and Desired”, produzido pela HBO americana, existe um fator que relativiza o problema. Como mostra o filme, Samantha Geimer, a vítima de Polanski, hoje com 45 anos, abandonou oficialmente as acusações contra Polanski, defendeu um Oscar de melhor diretor ao cineasta por “O Pianista” (2003) e declarou que ele já pagou o preço pelo crime.

Segundo Geimer, que vive no Havaí com o marido e os três filhos e trabalha como tesoureira, seu sofrimento vem hoje menos das lembranças do que da atenção da imprensa. Em declaração ao jornal “New York Daily News”, ela afirmou: “Eu sobrevivi a quaisquer danos que o senhor Polanski pode ter me causado quando criança. Superei isso há muito tempo. Ele fez algo horrível comigo, mas foi a mídia que arruinou minha vida. A publicação continuada de detalhes sobre o caso fere a mim, a meu marido, filhos e mãe.”

Ou seja, ao prender Polanski 31 anos depois do crime e chamar novamente atenção para o caso, a polícia de Los Angeles está prejudicando mais uma vez justamente quem deveria proteger.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

44 comentários para “Prisão de Polanski reabre ferida que já estava fechada”

  1. Jose Greff disse:

    Parece que o pessoal não sabe ler !!!
    Se a própria vítima declarou que ele já pagou o preço pelo crime nada mais justo que a justiça americana arquive o caso. Além do mais Polanski mostrou que não é nenhum “PEDÓFILO”, pois nestes 31 anos teve uma conduta pessoal irretocávell, bem diferente de outros diretores que se envolvem em drogas, orgias e bebedeiras.
    É a minha opinião pessoal.

    • Fernandão disse:

      Caríssimo, não é a vítima que decide a pena, é a lei, conceito básico desconhecido por você. Leia o código penal americano, se souber ler claro.

    • Márcio disse:

      Boa, Fernandão !!! Boa !!
      Para o bem ou para o mal, não é a vítima que julga, mas sim a justiça. Isto vale quando alguém quer fazer justiça com as próprias mãos matando seu algoz, mas vale também neste caso.
      Ao fazer Polanski pagar ( Ufa, finalmente !! ) por aquela canalhice o objetivo é defender não a Sra Geimer, até porque o estrago já está mais do que feito, mas sim qualquer criança que venha a ser alvo de pedófilos.
      E ponto.

  2. H Dantas disse:

    Trazer as manchetes um fato acontecido há mais de tres décadas, parece sensacionalismo. Mas, a impresa apenas cumpre o seu papel de informar a sociedade, que um crápula foi preso e deverá pagar pelo delito cometido. A Polícia e a Justiça não podem ser condescendentes com criminosos. Crimes, não deveriam expirar, nunca. Muito menos a famigerada lei do 1/6, deveria existir. Isto, certamente, explica o que acredito ser o principal combustível que alimenta o crescimento absurdo da criminalidade no Brasil. Aqui o crime compensa.

  3. anoninodossantos@santofc.com.br disse:

    É simples! O cara é réu confesso e fugiu durante 31 anos da punição ao seu crime… Sempre foi badalado, premiado e paparicado.

    Se o Polansky fosse preto e pobre já teria sido preso, currado e executado! Se fosse um italiano conenado à revelia e refugiado no Brasil, muita gente aqui estaria chamando os “milicos” de voltas dos quartéis.

    Mas é um “gênio” do cinema, rico, branco e “sabe deus” lá mais o quê… Então virou um pobre coitado perseguido!

    PAU NO C… DO POLANSKY!

  4. carlos eugenio de freitas disse:

    O Caso Polansk é emblematico

    31 anos apos um grave crime ele encontra-se ainda sob a perspectiva de expatriação e julgameno nos EUA

    Vi nos comentarios que 31 anos apos o crime seria melhor passar por cima disso tudo

    Não concordo. Fazendo apenas uma comparação perguntaria

    Os nazistas ha mais de 60 anos trucidaram judeus e ciganos e outras etnias

    Bom, se prendessemos agora um nazista velhinho não deveria o monstro ser julgado?

    Então por qual motivo o cineasta famoso, não poderá ser julgado e declarado culpado 31 anos apos o seu barbaro delito?

    Por qual motivo? Por ele ser de esquerda e popular?

    Os nazistas tambem eram populares……

    Os Stalinistas eram populares…..

    Os Romanos eram populares…..

    Nem por isso deixou-se para depois os julgamentos mais notorios

    A lei é paratodos e os EUA e seu sistema juridico incomoda muita gente exatamente por isso…lá existe cadeia e punição seja daqui a alguns meeses seja depois de decadas.

    Os EUA não são o Brasil bananão territorio da impunidade absoluta

    Alias, vale lembrar, que o caso da menina Aracely e envolvendo o Filho do Ministro Buzzaid, sem esquecer do proprio Michel Frank que ficaram impunes absurdamente depois de terem estuprado, matado e vivido tranquilamente sob a proteção dos poderosos.

    E isso ai…se o Polanski era estuprador pedofilo tem mesmo que responder pelo que fez

    Não tem nada de midia nisso não

  5. “Eu sobrevivi a quaisquer danos que o senhor Polanski pode ter me causado quando criança.”

    Lembra das mulheres e filhos que apanham de seus maridos e pais e mesmo assim os perdoam?

    Perdoar é cristão.

    Perodar não é justo. Justiça não é cristã. Justiça depende do quanto você acha que vale a pena se sentir seguro.

    só porque o cara é famoso vai se relatiziar o crime?

    Se fosse o zé das coves ali da esquina? E se fosse filha sua?

    Polanski é só mais um desses artista que se acham deuses do questionamento das tradições e blá-blá-blá. Tem que ficar bonitinho dentro de uma cadeiazinha por umas boas décadas, para que nós possamos nos sentir seguros

    Tá aí a vantagem desse país. Punição para os culpados. Pelo menos lá, isso é muito mais garantido do que aqui.

    As pessoas têm uma mania de “relativizar” as coisas só porque falam de artistas… quem é Polanski? O que está em jogo aí é diplomacia entre dois (três, na verdade) países sérios. E Justiça. Principalmente.

  6. E ele está sendo preso 31 anos depois porque FUGIU da prisão.

    O cara é safado!

  7. André Veiga disse:

    Por um lado a garota já não era mais virgem, e já declarou algumas vezes que “não foi exatamente forçado”. Por outro lado, se fizermos as contas, as idades eram 45/13. Ou seja,o Sr Polanski já tinha idade mais do que suficiente pra ficar longe de certos tipos de encrenca, mesmo que a encrenca fosse consentida.
    Calil tem toda a razão ao dizer que a internet é um mundo em preto e branco. Eu prefiro ficar humildemente no lado do cinza e dizer que não tenho opinião formada

  8. fábio disse:

    …………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………….Bom,
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………..eu não sei sê eu fico mais HORRORIZADO,
    ……………………………………………………………………………………………….
    …………………com a escandalização da “imprensa”,
    ………………………………..30 anos depois,
    ……………………………………………ou,
    ………………………..com a escandalização dos,
    ……………………………….DÉBEIS MENTAIS
    …………………………………..que escrevem,
    …………………………………………. aqui.
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………….Meu qui qui é,….isso…???
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………

  9. estrela disse:

    Caro Igor Coura de Mendonça, quando disse ter rosto angelical, queria dizer ” lobo fantasiado de ovelha”. Um velhinho como dizem, que deve ter continuado a praticar suas taras. Como, acho, que quem defende, deve ser pedófilo enrustido, como tantas pessoas, que se acham acima de qualquer suspeita. Quanto à Samantha Geimer, vai ententer que, a mídia só está beneficiando a todos. Reabrindo um caso que nunca deveria ser esquecido. Muitas pessoas acham que, com 10 anos ou mais sabe o que esta fazendo – “ouvi uma declaração de um crápula, que abusou de uma menina de 8 anos, dizendo que foi ela que quis. É só ir ao Mercado Municipal, de São Paulo e está cheio de meninas menores, trazidas, algumas pela mãe.

  10. Marcus disse:

    Eu sei que todo mundo quer ser lido, mas, Ricardo, o seu blog era tão mais aconchegante antes de ir para o IG… agora temos que aturar essa gente idiota que vem destilar seus preconceitos e rancores nas caixas de comentários…

    O post está ótimo e vai direto ao ponto.

  11. vera azevedo disse:

    Só hoje pude ler seus textos pois estava “mergulhada no trabalho”. Desculpe comentar texto sobre filmes de um dia láaaaaaaaaa atrás mas como vc adorei AMANTES. Mas pergunto pq nenhum comentário sobre o maravilhoso trabalho do ator Joaquin Phoenix?
    Abraço VERA

  12. Kaka disse:

    Prezado Ricardo
    Boa noite! Minha opinião, enquanto ser humano e cidadã, a respeito do assunto é a seguinte: Se você atacar a prisão de Polanski, como algo incorreto ou algo do gênero, você está defendendo SIM o crime que ele cometeu. Não existe um meio termo nesse caso. Pedófilo, famoso ou não, deve pagar pelo seu crime. O fato da vítima ter supostamente “perdoado” o criminoso, não apaga a realização do crime. Que, no caso, deve ser cobrado e não simplesmente esquecido pela justiça. É uma pena que todos os países não tenham acordo de extradição de criminosos entre si. Polanski e outros criminosos, fugitivos, já estariam pagando pelos seus crimes há muito tempo…

  13. Bruno disse:

    Recomendo o texto da Salon que o Ricardo postou acima, que coloca alguns pingos nos is.
    Interessante lembrar que não interessa que a vítima tenha pedido para que o caso fosse deixado de lado. Ela fez um acordo na esfera cível – mas na criminal o andamento do processo, nesse caso, independente da manifestação da vítima. Isso porque há um interesse social maior a ser preservado. Polanski estuprou a menina (ainda que se diga que o sexo consensual – e aparentemente não foi – já que a idade mínima na Califórnia na época era 16 anos). Foi condenado. Fugiu. Viveu bem por 30 anos. Deu mole. Qual a diferença dele para um Cacciola ou Battisti ou Biggs? Se ele quer questionar a sentença, que o faça dentro da sistema. Não cabe a quem está de fora ser juiz do caso, julgar a correção ou não do processo. A presunção é de que o sistema jurídico funciona. Se começarmos a questionar cada decisão judicial com base no: “Ah, mas ele é um cara gente fina” ou “Ah, o juiz é um puritano linha-dura”, não sobra Judiciário de país nenhum. Cadeia pro cara mesmo, ainda que ele seja genial. E me desculpe, não poder entrar nos EUA por 30 anos (enquanto continuou a trabalhar a ponto de abocanhar um Oscar) dificilmente é “cumprir sua pena”, como o Inácio Araújo colocou em seu blog.

  14. Renato disse:

    no blog do Marcelo Rubens Paiva tem a transcrição do depoimento da garota:

    http://blog.estadao.com.br/blog/marcelorubenspaiva/

  15. Renato disse:

    algumas questões que uma amiga minha colocou que achei boas para serem compartilhadas:

    “é q do meu ponto de vista, eles se sujam porque não advogam pelo perdão a ele, e sim alegam que não houve crime. como houve, as pessoas se ofendem de serem tratadas como idiotas.

    eu tava pensando hoje sobre este aspecto: lembram daquele menino que foi assassinado, o Ives Ota? um gurizinho de 8 anos que foi sequestrado e assassinado a sangue frio há uns anos? pois é. uma coisa que sempre me chamou a atenção é que o pai deles, com o tempo, acabou perdoando os assassinos. eu acho a atitude dele louvável, porque o ressentimento é uma prisão, e o perdão liberta a gente. eu tento muito perdoar quem me fez mal; tem gente que demorou anos, e tem outras q eu ainda não tenho certeza se consegui perdoar, mas dentro do possível eu procuro me libertar de ter que sofrer repetidamente com o que me fizeram de mal na vida (e olha que eu nunca sofri com este tipo de violência criminal que muita gente sofre: nunca fui abusada, roubada, aleijada, nada do gênero).

    AGORA… ninguém pode alegar que o crime não foi cometido neste caso. foi sim, os caras mataram uma criança a sangue-frio. eles vão pagar pelo que fizeram na cadeia, porque é pra isso que a justiça existe. quando ela não funciona, a gente se revolta, e com razão. e o perdão do pai da vítima (ele próprio uma vítima também) não significa que eles não tenham que responder pelos seus atos. e acho que ninguém, em sã consciência, diria “ah, liberta os caras aí, o pai já perdoou o que aconteceu, deixa eles viverem a vida deles em liberdade”.

    por outro lado, porque a menina perdoou o Polanski (no que eu acho que fez bem, porque quanto mais ela remoesse, mais a violência que ela sofreu ia continuar machucando ela), vem um bando de gente dizendo que o cara tem que ficar livre, que ele não deve pagar pelos seus atos. mas me digam, por que? por que foi estupro? por que “estupra, mas não mata”? por que “ela deveria estar pedindo, mesmo”? por que “essa mãe era uma sem-vergonha, deixando ela sozinha com um homem adulto”? por que “ela não era virgem”? por que o Polanski perdeu os pais no Holocausto? por que mataram a mulher dele? por que ele fez meia dúzia de filmes bacanas? por que há meninas de 14 anos que fazem sexo com rapazes da mesma idade? ah, não!

    então, o que aconteceu foi um crime. quando alguém faz sexo contigo contra a tua vontade, é crime. quando um homem de 43 anos não se controla em presença de uma criança de 13 anos, é crime (porque por mais que as crianças amadureçam rápido, uma menina de 13 anos vai continuar sendo uma criança na comparação com um homem de mais de 40). não importa que a familia dele tenha sido assassinada, é crime. não importa se a vítima perdoou, é crime. QUANDO UM HOMEM ALISA, LAMBE E PENETRA UMA PESSOA QUANDO ELA NÃO QUER QUE ISSO ACONTEÇA, SEJA POR FORÇA FÍSICA, COAÇÃO MENTAL, DROGAS OU O QUE QUER QUE SEJA, É CRIME. não importa se ela já deu pra alguém antes. não importa se ela quer dar depois. não importa se ela seja mulher ou namorada do estuprador. não importa se tu aprendeu que mulher gosta de se fazer de difícil, e se ela tá dizendo que não é só insistir mais um pouquinho que ela vai gostar. SE ALGUÉM FIZER SEXO CONTIGO SEM O TEU CONSENTIMENTO, É CRIME. e como tal, o mínimo que se espera da justiça é que ele seja julgado. se houver atenuantes, é obrigação da justiça analisar e, se julgar apropriado, libertar o réu. quem quer que seja o réu; seja ele um mendigo na rua, teu melhor amigo ou o teu diretor favorito. simples assim.

    e o problema de 99,9% dos textos estilo “Free Polanski” é que eles não querem te convencer que ele merece ser absolvido de ter cometido um crime. não; eles querem te convencer que NÃO HOUVE crime nenhum, que não é bem assim, que “ora, estupro? não é crime de verdade, né?”. e como houve sim, qualquer pessoa com um mínimo de respeito pela vida humana fica ofendida. “

  16. Renato disse:

    ah sim, a opinião da minha amiga foi posta aqui com a permissão dela, por isso não é crime! hehehehe

  17. Elisa disse:

    Se fosse aqui no Brasil, o crime já teria sido prescrito… Mas em um país sério é bem diferente….. Por isso que o nosso país, com p minúsculo, não vai pra frente. Falta punição, valores, e as pessoas sofrerem as consequências de seus atos, mesmo que não seja por cometerem crimes.

  18. midraj disse:

    PORGUE ISTO TANTOS ANOS!SE PASSARAM A GAROTA JÁ DEIXOU PARA LÁ! ESTÃO É ENFERNIZANDO A VIDA DA MÃE DELA FILHOS FAMILIA!< EU JÁ VI MUITAS GAROTAS DE 13 ANOS SEDUSINDO HOMENS!COM APOIO DA MÃE! ALIAS MONSTROS! ENSINAM AS GAROTAS SEREM PROSTITUTAS DESDE JOVEM! ARRAJAM EMPREGOS CASA DE FAMILIA, LEVA FILHAS DEPOIS A COLOCAM SEDUZIR DONO DA CASA! PRA MIM CHEGA! ESTOU CHEIA DE MUITAS COISAS!

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo