Publicidade

Publicidade
30/11/2009 - 21:53

O pior crítico de cinema do mundo

Compartilhe: Twitter

fioreÉ um risco fazer um post com o título acima. Será inevitável que algum leitor diga: o pior é você mesmo. Mas vou correr o risco. O blog de cinema do jornal britânico “The Guardian” acha que o o pior crítico de cinema do mundo é um americano chamado Fiore Mastracci, o sujeito da foto aí do lado. Ele comanda um programa de TV para um canal a cabo de Pittsburgh.

Para Stuart McGurk, crítico do “Guardian”, Fiore é tão ruim, mas tão ruim, que beira a genialidade. Em suas críticas, ele é conhecido por enaltecer bombas que não são defendidas nem por seus atores e por destruir filmes que são quase unanimidades entre seus colegas. Mas a questão não é de gosto, porque, como lembra o velho clichê, cada um tem o seu. O problema é a argumentação de Mastraccipara atacar ou defender um filme.

Alguns dos suas produções favoritas nos últimos tempos: “Anjos da Noite – A Evolução” (“guerras deveriam ser divertidas assim”), “O Justiceiro – Zona de Guerra” (“um estouro do começo ao fim”), “Motoqueiro Fantasma” (“as estrelas sozinhas valem o preço do ingresso”), “The Spirit – O Filme” (“ri mais do que qualquer outro filme neste ano!”) e “As Férias de Mr. Bean” (“o filme mais engraçado que já vi”).

Já entre os filmes que ele odiou estão “Volver” (“nada mais do que um filme para garotas disfarçado para interessar também aos homens”), “Os Três Enterros de Melquíades Estrada” (“um filme favorável à imigração ilegal”), “V de Vingança” (“uma ruidosa propaganda gay”), “O Ultimato Bourne” (ele fez uma piada sobre o câmera ter Mal de Parkinson) e “Transamérica” (cujo maior problema é ter um protagonista transexual).

Mastracci tem algumas marcas registradas. Em quase todas as críticas negativas, ele usa a frase “excremento em celuloide” (aplicada para filmes como “O Fantástico Sr. Raposo”, “Watchmen” e “Segurando as Pontas”), fala dos bons tempos em que trabalhava na indústria (e se gaba por conhecer o dublê de uma ponta ou o assistente do produtor de locações) e dá um jeito de criticar o “socialista” Barack Obama.

“O Fantástico Sr. Raposo”, por exemplo, “faz tanto sentido quanto a política externa de Obama”. Já a “Substitutos”, em que as pessoas podem comprar perfeitas versões virtuais de si mesmas, é “um vislumbre do mundo para onde Obama e sua horda querem nos levar”. A animação “9”, em que as máquinas destruíram os humanos, é parecida com o que “Obama e seus companheiros estão atualmente planejando”…

Neste último quesito, Mastracci não está sozinho. Aqui mesmo no Brasil é comum encontrar em revistas semanais ataques a artistas e políticos “socialistas” em meio a críticas culturais sobre assuntos completamente diferentes. Será que elas andam se inspirando no genial Mastracci?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

16 comentários para “O pior crítico de cinema do mundo”

  1. fernando miranda disse:

    O que ele faz é a coisa mais antiga do mundo, mas que poucos prestam atenção: ele usa a tática de ser o “do contra”. Se vc não é bom o sufuciente para se sobressair no meio de tantos…usa a tática de se destacar.
    Não importa como, se destaque…e muitos críticos usam isso. Se ele falasse o que realmente pensa, ninguem lembraria que ele existe, então ele fala tudo ao contrário, e estamos aqui falando dele.
    O Mainardi (da Veja) tb usa essa tática..dentre outros.
    Coisa de gente medíocre.

  2. Marcos Negrão disse:

    Criticos? Sem comentários.

  3. Richelieu disse:

    Verdade, esse cara poderia ter uma coluna na “Veja”.

  4. Pedro - Guarulhos SP disse:

    O píor é q essas revistas semanais, seus blogueiros e podcasters (nomes desnecessarios), acham q somos os burros e eles os inteligentes. A verdade é q eles com seus argumentos são de uma pobreza intelectual infantil. Não sustentam nem uma pulga sobre um elefante, pois a bichinha é tão leviana q no primeiro salto se esborracha sob as patas do paquiderme ou até de uma anta. Procuram fazer tipo pra agradar a direitalha fascista ( a qual pertencem certamente) e só falam besteira. Até os seus seguidores ja estão cansados de tanta bobageira. E a tiragem dessas revistas só vem caindo e logo eles caem junto. O Mastracci então fará uma elegia de um filme q um deles e o irmão fizeram e q ninguem viu, nem quererá ver..

  5. Fangio disse:

    É tanta imbecilidade que nos enfiam na cara o tempo todo,inclusive quem se acha “o mais” ou “o melhor”,que se ele estiver errado ,talvez seja genial por isso, afinal quem é o certo?

  6. sombra disse:

    Me desculpem os criticos mas, CRÍTICO é aquela pessoa que desfaz da obra alheia por não ter condição de fazer uma melhor ou igual seja ela boa ou ruim. Alguém já viu uma tela de um crítico de arte? Um filme de um crítico de cinema, ou uma peça de um crítico de teatro. Eu criticaria a arte alheia se eu fosse uma grande artista. Se fosse.
    Críticas podem acabar com o inicio de uma grande carreira, pois nem sempre os artistas acertam. Ainda bem que no tempo de Michelangelo, Mozart, Da Vinci e outros não existiam críticos, senão quantas maravilhas não existiriam.

  7. Claudio Pestana disse:

    A análise e subjetiva. Imagina assim, acha que é assim e coloca assim.

  8. Alek disse:

    Sem chance Ricardo, existe uma diferença muito grande entre o alvo de sua ironia e este senhor….

  9. Lady Norton disse:

    Sim, muito bem lembrado…. Do ladinho do Diogo Mainardi.

  10. Márcio Amêndola disse:

    A coluna poderia sair também ao lado do ‘Artigo’ de César Benjamin chamando Lula de ‘estuprador’ fracassado…

  11. fábio disse:

    ………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………….
    ………………………………….Ou ele poderia abrir
    …………………………………………….uma,
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………” vejinha”
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………..” PITTSBURGH”.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………..

    • Zeca disse:

      hauahuaahuha… muito boa.
      E sejamos sinceros, viagem acreditar que só revistas semanais trazem esse tipo de análise. Jornalões estão cheios delas tb.

  12. kylderi disse:

    Pela falas citadas do Mastracci, não há condições de o levar a sério. O sujeito faz humor e, não, crítica de cinema.

    • Lilyan disse:

      concordo, eu ri só com o post, imagina lendo uma crítica dele… heheheh como assim…

  13. gilvas disse:

    droga, falaram antes de mim! mas, ora bolas, é óbvio que este cara se inspira na veja. ou vice-versa, haha!

  14. Victor Ramos disse:

    o pior é você mesmo

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo