Publicidade

Publicidade
15/01/2010 - 22:35

Por que nos importamos com o Globo de Ouro?

Compartilhe: Twitter

O Globo de Ouro vai premiar “Avatar” como melhor filme e reconhecer James Cameron por sua inovação tecnológica e sua supremacia nas bilheterias? Ou irá fazer justiça à maturidade artística de Quentin Tarantino e seus “Bastardos Inglórios”? Sandra Bullock vai fazer uma dobradinha como melhor atriz de drama por “The Blind Side” e de comédia por “A Proposta”? George Clooney vai provar de vez que é um bom ator levando para casa uma estatueta por “Amor sem Escalas”?

Todas essas perguntas serão respondidas neste domingo. Menos uma, a mais essencial: por que, afinal, nos importamos com tudo isso? Dá para entender a importância dada ao Oscar e ao festival de Cannes, por exemplo. São, respectivamente e grosso modo, as mais tradicionais premiações do cinema “comercial” e do cinema “de arte”.

E o Globo de Ouro? É a principal prévia do Oscar, o prêmio pequeno que permite prever o que irá acontecer com o prêmio maior? Cada vez mais isso parece ser menos verdade. Em 2006, por exemplo, “Crash” ganhou o Oscar sem nem ter sido indicado ao Globo de Ouro como melhor filme dramático. No ano passado, o Globo de Ouro não “acertou” o prêmio de melhor ator, de melhor atriz coadjuvante, de melhor filme estrangeiro. Ou seja, um desempenho abaixo da média dos apostadores bem informados.

Mas é uma premiação representativa de uma classe cinematográfica? Não, certamente não. O Globo de Ouro é o prêmio da Associação dos Correspondentes Estrangeiros em Hollywood, que tem exatamente 86 membros votantes. Para comparar, o Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, cujos integrantes votam no Oscar, tem em torno de 6 mil integrantes – número próximo ao dos sindicatos dos produtores, dos roteiristas e dos escritores de Hollywood.

Se alguém tem menos de 100 amigos no Facebook ou no Orkut, começa a se perguntar se está sendo muito anti-social. A Associação dos Correspondentes não tem preocupação semelhante.

Talvez isso signifique que eles sejam um grupo muito seletivo, certo? Errado. As regras da Associação são confusas. Jornalistas de publicações respeitadas, como o “Times” de Londres e o Le Monde” de Paris, têm credenciais recusadas. Já alguns frilas que não sobrevivem no jornalismo, de países sem grande tradição cinematográfica, têm status de membro fixo.

Mas ao menos o Globo de Ouro é um prêmio acima de qualquer suspeita? Não. Em sua história, há vários registros de jabás dados por concorrentes aos membros da Associação. Em 2000, o representante de Sharon Stone mandou relógios de ouro para todos os votantes do grupo. Só depois que a história veio a público é que eles acharam que seria mais adequado devolver a lembrancinha. Ainda assim, Stone recebeu uma indicação de melhor atriz pelo medíocre “A Musa”.

Então, no final das contas, por que nos importamos com o Globo de Ouro? Bom, a premiação atende a diversos interesses. Os estúdios de cinema garantem publicidade gratuita para seus filmes. As emissoras de televisão aumentam sua audiência com a reunião de um número respeitável de celebridades. Os atores aparecem na TV e, de quebra, ganham prêmios.

Faltou o público nessa equação. Nesse caso, acho que a explicação para o interesse é prosaica: a bebida é liberada na festa. O que leva à esperança de satisfazer um dos grandes fetiches da vida moderna: flagrar um ator famoso em uma situação mais relaxada, talvez até mesmo levemente embaraçosa. Algo que o Oscar, com sua pompa e artificialidade, nunca permite.

É pouco, muito pouco. De qualquer forma, estarei diante da TV no domingo e resistirei ao sono para contar aqui o que vi.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

6 comentários para “Por que nos importamos com o Globo de Ouro?”

  1. Ana disse:

    O Oscar também tem cada marmelada né ?
    Ano passado foi uma vergonha. Oito oscars para um filme medíocre e que já caiu no esquecimento.
    Eu premiaria Bastardos, Up in the Air, Clooney, Mo’nique, Precious, Avatar merece o de diretor, mas de melhor filme não que o roteiro é bem fraquinho. Sandra Bullock é invenção. Simpática, mas como atriz é muito fraca, A Proposta é bem ruim.

  2. Anna Carol disse:

    Eu me importo porque é uma chance de ver atores do cinema e da tv misturados. A cerimônia é mais enxuta e os atores estão mais descontraídos que no Oscar, e não chega a ter os milhões de prêmios de um Emmy.

  3. Valdir Herculano de Souza Maior disse:

    Caro Ricardo Calil Dinah, Lí em algum lugar que você fez previsões que o filme lula o filho – iria explodir ! As suas previsões obtiveram êxito? Foram baseada em fundamentos científicos? Experiências provam que profissionais se deterioram quando emitem opiniões sem responsabilidade. o aviso do iG “Antes de escrever (sobre filme), lembre-se ….Dê sua opinião com RESPONSABILIDADE.

  4. fábio disse:

    …………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………Bom?
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………….Como eu não assisto entrega de,
    …………………………………….”globo de ouro”,
    ……………………………………….sê tem jabá,
    ……………………………………………ou não,
    …………………………………..tô pôco me lixãndo.
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………..O que me dói,
    ……………………é ver esse MOOONTE de festivais
    ………………………………………..de cinema
    …………………………………..que apareceram
    ……………………………………….no BRASIL,
    ………………………………………depois que,
    ……………………………………………………………
    …………………………………. COMPUTADOR
    …………………………………….. ficou barato,
    …………………………………………………………………
    ……………………………..onde todos coméçam
    …………………………………com a seguinte,
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………… “frase”..:
    …………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………” E,…. OS,……… indicados,……….. sããããããão…..?!….”
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………
    …………….Fóra,..tapetão vermelho,…..e povo atrás das
    ……………………..grades com celular e “gritãndo”.
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………….Até o festival de GRAMADO,…..que tem tradição,
    ……………………………………………….o,
    …………………………………………” KIKITO”,
    …………………………………………….tem o
    ………………………………………….”corpitcho”,
    ……………………………………………….do,
    …………………………………………..ÓSCAR.
    …………………………………………………………………………………………………
    ………………Podia chamar,………………………” ÓSQUITO”.
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………..Claro que a grande culpada desse,
    …………………………………MAR de breguisse
    …………………………………………é a nóssa,
    ……………………………….sórdida e famigerada,
    ………………………………………. IMPRENSA.
    …………………………………………………………………………………………………
    …………….Quanto ao filme do LULA,….eu fui ver,…Calil.
    …………………………………………………………………………………………………
    …………E o lãnce da lingua “presa” que você falou do ator,
    ……………………………..achei que rolou na 1º cena
    ……………………………………..que ele aparece
    ………………………………….já adulto com barba no
    …………………………………….palco do sindicato.
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………..Depois,….isso sóme.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………..Porém,
    ………………………………………………………..
    ………………………..o mesmo acontece com a Glória,
    ………………..quando ela está no barraco lá em Caetés,
    ………………………..e o filho pergunta um negócio
    …………………………………………….. e éla
    …………………………………………….da uma,
    …………………………………..” respóshhhhiiiiiita,.”..
    ……………………………………………..digna,
    .. …………………………..di quem móra em IPANEMA.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………….
    ………………….Foram os 2 únicos FUROS que ví no filme.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………O RESTO TÁ PERFEITO.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………….O Fábio Barreto ACERTOU A MÃO MESMO.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………..PARABÉNS,…..FÁBIO.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………..E espero que melhóre o mais rápido possivel.
    ………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………..

  5. Kamila disse:

    ô, Calil, como você não fala no seu texto de “The Hurt Locker”, filme que vem dominando a temporada de premiações e sua diretora Kathryn Bigelow, que pode se tornar a primeira mulher a vencer um Oscar de Direção? É essa a história principal do Globo de Ouro de mais tarde.

  6. Joel de Souza disse:

    Importamo-nos com o Globo de Ouro da mesma maneira que CARTER se importou com Tutankamon… questão de arqueologia, meu senhor. Porque cinema é arqueologia pura, e também porque ainda tem gente que vive disso.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo