Publicidade

Publicidade
20/08/2010 - 22:46

“Tá Rindo do Quê?” prova cegueira das distribuidoras

Compartilhe: Twitter

Zapeando a TV, trombo com “Tá Rindo do Quê?” ainda no começo, no Telecine Pipoca. E o filme – que nunca foi lançado nos cinemas brasileiros – desce fácil até o final. O que me leva a pergunta básica: o que há de errado com as distribuidoras do país? Como um filme desses sai diretamente em DVD? Não, dessa vez não tem a desculpa de que é um filme de uma cinematografia distante, de um diretor de nome impronunciável (o que, para deixar bem claro, nunca foi desculpa para mim).

É o mais recente filme dirigido por Judd Apatow (“O Virgem de 40 Anos”, “Ligeiramente Grávidos”), o cara que mais ajudou a renovar a comédia americana nos últimos anos. Os protagonistas são Adam Sandler e Seth Rogen, dois dos comediantes mais bem-sucedidos da atualidade – naquele velho quesito que interessa ao “mercado”, a bilheteria.

Será que tem algo a ver com o tema “pesado”? Um astro do cinema e do stand up (Sandler) que descobre ter uma doença incurável e que contrata como assistente um comediante novato (Rogen) e que se reencontra com o amor de sua juventude (a fantástica Leslie Mann, mulher de Apatow na vida real). Não deve ser, porque o filme ainda é essencialmente uma comédia, que nunca chega a se concretizar como tragédia.

Então é porque se trata de um mau filme? Muito longe disso. A primeira parte é brilhante, à altura do melhor de Apatow. E mesmo a segunda parte tem grandes momentos, em especial as interações entre Sandler e Mann. É um filme que consegue ser tocante sem ser vulgarmente sentimental.

Será que a explicação é o fracasso na bilheteria americana? Não. Apesar de não ter feito o mesmo sucesso que trabalhos anteriores de Apatow, o filme estreou em primeiro lugar nas bilheterias americanos e teve um resultado final digno.

O que nos leva à conclusão que é um caso clássico de cegueira das distribuidoras.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

8 comentários para ““Tá Rindo do Quê?” prova cegueira das distribuidoras”

  1. fábio disse:

    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………….Quando eu li o título
    ………………achei que era sobre um filme brasileiro.
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………….Daí pensei,
    …………………………………………….pôxa,
    ………………………………ele está defendendo
    ………………………….um filme que deve ser bom
    ……………………e prá variar,….nem entrou em cartaz.
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………..Aí fui vendo que era filme americano,
    ……………com,……. o,…….. suuuuuuuuper………. engraçado,
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………….Adlan Sendler.
    ………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………..Então,
    …………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………….por fim,
    ……………………….acabei me conformando,….pois
    ………………………….ví que apesar de não ser,
    ……………………………………filme brasileiro,
    ……………………………………………..éra,
    ……………………………………………..um,
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………..” ensaio sobre a cegueira”.
    …………………………………………………………………………………………………

  2. Jack Crawford disse:

    Eu também assistir mas não gostei. O personagem do Adan Sandler sem graça alguma, tavez o pior filme dele. Teve uma cena que ele pedia ao seu parceiro para abaixar as calças para ele ver o tamanho e que daria a ele um Ipod, nessa hora eu passei de cana. Essa coméida não pagaria nem um centavo para assistir

  3. Samuel disse:

    Não é cegueira não… é burrice mesmo.

  4. Davi B. disse:

    Não diria cegueira, Calil. As distribuidoras não tinham a menor ideia de como vender o filme, simplesmente porque elas não têm a menor ideia do que seja cinema. Se elas fizeram aquela confusão toda com um filme de Tarantino, imagine com um drama vindo de um diretor conhecido por suas comédias, com quase 2h30 de duração!

    E, concordo, Tá Rindo do Quê? é de fato um bom filme, embora a duração seja um pouco exagerada. E eu prefiro mais o Seth Rogen roteirista do que o Seth Rogen ator.

  5. Carolina disse:

    Sinceramente, não me incomodou em nada o fato de o filme “TÁ RINDO DO QUÊ?” não ter ido aos cinemas. Foi um dos mais chatos a que já assisti. O humor é forçado e a história parece perder-se ao longo do filme. Decepção total!

  6. Luiz disse:

    Eu não concordo é um filme mediano tem alguns momentos bons e outros até toscos, acredito que as distribuidoras não cometeram nenhum absurdo e não exibilo.

  7. Rafael Henrique disse:

    Eu vi o filme. Algumas vezes adiantei, não consegui rir nenhuma só vez. É muito ruim! Deu sono. Me arrependi de ter pago R$ 4,00 no aluguel disso.

  8. David disse:

    Esse filme é muito chato ,deu até sono

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo