Publicidade

Publicidade
23/09/2010 - 21:43

Oscar não vale o mico que pagamos

Compartilhe: Twitter

Ok, esse papo de que “Lula – O Filho do Brasil” foi escolhido como representante do Brasil no Oscar por ter mais chances de ser indicado é muito bacana e válido e coisa e tal (embora também muito discutível). Mas a questão que se coloca é outra: será que em algum momento conseguiremos produzir um filme com chances no Oscar do qual possamos nos orgulhar?

Porque vamos convir: sob quase todos os aspectos que se encare o problema e com todo o respeito aos bons profissionais que nele trabalharam, “Lula – O Filho do Brasil” é um filme de segunda (se o personagem biografado, talvez hagiografado, é de primeira ou não é uma outra questão, completamente diferente).

Um fracasso de público (se levarmos em conta que ele teve um décimo dos espectadores previsto pelo produtor), uma quase unanimidade negativa de crítica, um trabalho cujo timing e implicação política é, no mínimo, questionável (embora minha tendência não-conspiratória seja achar que seu lançamento e sua escolha para o Oscar tenham influência desprezível no desenrolar das eleições, até pelo próprio fracasso do filme).

Eu olho para alguns dos últimos vencedores do Oscar de filme estrangeiro e me parece que quase todos eles conseguiram ser ao mesmo tempo merecedores da cobiçada estatueta E obras de arte dignas.

“O Segredo de Seus Olhos”, “A Partida” e “A Vida dos Outros” são belos trabalhos que não precisaram se adequar a supostos padrões temáticos da Academia – como uma história de superação ou um protagonista famoso. Dificilmente alguém encontrará algum parentesco entre esses vencedores do Oscar e “Lula – O Filho do Brasil”.

Em resumo: já que a premiação americana parece ser uma obsessão incontornável para uma parcela de nossos produtores e espectadores, será que ao menos a gente podia não pagar mico?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

129 comentários para “Oscar não vale o mico que pagamos”

  1. antonio disse:

    excelente filme, não vai nem concorrer , vai ganhar direto é melhor que qualquer um desses filmes citados pelo blogueiro, um filme típico de stanley kubric, já querem produzir a II versão com David Linch, é isso lula, mas uma vez , you are the man, agora pô só os tucanalhas queriam brasileirinhas, fala sério.

  2. antonio disse:

    I preffor FHC viva la france,

  3. antonio disse:

    I preffor Serra in Motoserra la florestic amazôni en viva la france.

  4. Fernando cavalcanti disse:

    Ganhar o oscar, o premio nobel da paz e eleger a sucessora. Vai ter muito paulista esnobe se matando.

  5. marcelo disse:

    Pois o cara ser considerado o politico do Ano ou da década,ser um dos principais lideres do mundo contemporênao,sair do governo com 85% de aprovação do povo,apesar da midia golpista.e se o Filme levar o Oscar vai ser engraçado esses pseudos criticos de cinema explicarem a Academia que nem sequer premiou o Chaplin em vida kkkk,mesmo assim vai ser divertido ver esse sr aqui explicar a sua falta de profissionalismo,o filme é excelente ,a história mais ainda,o personagem é uma figura que será lembrada daqui a 500 anos na histório do Brasil como o Presidente que fez o Brasil ser “conhecido” no mundo,,o que mais querem ? kkkkk brincadeira

  6. andre albuquerque disse:

    Resta saber o tipo de lobby que será feito junto á comissão de votação (ACS) . O empenho deve ser diretamente proporcional á qualidade do filme , ou seja ,monumental.Abs.André

  7. andre albuquerque disse:

    Digo, inversamente proporcional á qualidade do filme, ou seja, monumental.André

  8. Armundo disse:

    Tem prêmio para documentário em língua estrangeira? Disputariamos dignamente com “Uma Noite em 67” ou “O Homem que Engarrafava Nuvens”, os melhores filmes brasileiros da temporada..

  9. angela disse:

    Engraçado! O lLULA, fora do nosso País e respeitado enquanto Presidente , aqui parece que uma parte da sociedade e da midia sente vergonha de ter um torneiro mecanico com autoridade máxima. Pois eu sinto muito orgulho.desse homem do POVO QUE GOVERNOU PARA O POVO., pena que não posso votar nele novamente,

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo