Publicidade

Publicidade
28/02/2011 - 02:05

Oscar 2011 foge do risco e opta pela convenção

Compartilhe: Twitter

A presença de Steven Spielberg como apresentador do Oscar 2011 de melhor filme foi simbólica. Ali estava o diretor de “O Resgate do Soldado Ryan”, que em 1999 perdeu a estatueta para “Shakespeare Apaixonado” – um filme inferior, inglês e marqueteado pela Miramax. Doze anos depois, “A Rede Social” perde para “O Discurso do Rei” – um filme inferior, inglês e marquetado pelos irmãos Weinstein (ex-Miramax)…

No discurso de apresentação, Spielberg parece ter se dado conta de que uma injustiça estaria prestes a ser cometida – ao lembrar que o perdedor deste ano se juntaria a uma lista com outros “perdedores” célebres como “Cidadão Kane” e “Touro Indomável” (que foram batidos respectivamente por “Como Era Verde Meu Vale” e “Gente como a Gente”, dois filmes menores).

O Oscar 2011 vai entrar para a história como um desses anos em que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood esnobou a obra mais urgente e relevante (“A Rede Social”) e preferiu uma produção mais segura e menos arriscada (“O Discurso do Rei”). Um filme teatral, sustentado por dois atores, baseado na fascinação dos britânicos por seus monarcas (e premiado pela fascinação dos americanos pelos britânicos).

A cerimônia deste ano também entra para a história como uma das mais previsíveis e mornas do Oscar. Não houve um único prêmio surpreendente. Não houve um único momento de grande emoção. Os apresentadores foram medíocres (Anne Hathway deslumbrada demais, James Franco quase ausente). Boas ideias de anos anteriores – como os cinco apresentadores para os cinco candidatos a melhor ator e atriz – foram descartadas. Péssimas ideias do passado – como os números musicais – foram resgatadas. Celine Dion cantando “Smile” foi outro símbolo da noite. Um Oscar de sorrisos amarelos.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

69 comentários para “Oscar 2011 foge do risco e opta pela convenção”

  1. euzinha disse:

    A rede Social inferior ao Discurso do Rei???? Sorry mas nao é mesmo…
    Rede Social é um filme bom, e ponto final.qual a relevancua dele? só pq conta uma possivel historia do Facebook? ahh fala serio…
    vai assistir BBB….

  2. Thiago disse:

    Detestavel a performance da dupla apresentadora, e quanto aos filmes, esse ano só tivemos dramas pessoais, dramas familiares, biografias….bla bla bla…
    Os bons lançamento de 2010 foram esquecidos, inception merecia pelo menos a indicação de melhor diretor, um filme surpreendente e empolgante. não estou dizendo que necessáriamente deveria ganhar como melhor filme, mas que tanto Inception e The Social network eram melhores que The King’s Speach, isto eram, até Bravura Indômita era melhor que o vencedor desse ano. mas vamos reverenciar este enlatado britânico, já que é um filme de “Nobres”…

  3. Felipe disse:

    Enfase em a rede social é piada…

  4. Daisy Borel disse:

    Achei um absurdo “Cisne Negro” não ser indicado para melhor filme assim como seu Diretor Dareen Aerofsky,
    ainda bem que Natalie Portman foi premiada. Filme de OSCAR é um filme para ninguém esquecer, como Cisne
    Negro. Um filme diferente e que aborda os bastidores do bale e o conflito da alma humana, a competividade, a pressão da mãe. Enfim , nem sempre vence o melhor.
    Alguém se lembra de “Quem quer ser u Milionário?
    Preteriram ” O Estranho Caso de Benjamim Button
    um filme marcante e inesquecível.

    • Thiago disse:

      Na verdade Black Swan foi indicado sim a melhor filme, só não venceu…:D

  5. Ana disse:

    Ainda, bem que algumas pessoas preferem o tradicional de qualidade tipo o ‘Discurso do rei’, a um modismo sem graça da ‘Rede Social’, que por sinal precisa de ter paciência para ver e não dormir…

    • Nell disse:

      Mulheres quase nunca entendem coisas complexas, há de se perdoar seu comentário infeliz. :P

  6. Antonio Carlos disse:

    O Tiago deixa de ser babaca, e escreve o título dos filmes em portugues, para de querer dar uma esnobe, babacão.

  7. Barracuda disse:

    Ana disse: 28/02/2011 às 18:29Ainda, bem que algumas pessoas preferem o tradicional de qualidade tipo o ‘Discurso do rei’, a um modismo sem graça da ‘Rede Social’, que por sinal precisa de ter paciência para ver e não dormir…

    Que qualidade?Mais um filme chato feito para ganhar Oscar que ano que vem ninguém se lembrará, ao contrário de Rede Social e Cisne Negro.

  8. Barracuda disse:

    zico disse: 28/02/2011 às 13:36Oque esperar de um premio do qual o maior premiado da história é o filme “sessão da tarde”, titanic??

    Titanic é muito melhor que xaropada religiosa do Ben Hur.

  9. antonio disse:

    o oscar framboesa é mais interressante

  10. Derbio disse:

    Infelizmente os ganhadores nem sempre são os melhores…
    a premiação do Oscar está cheio de injustiças…então prefiro assisitir os melhores sem me preocupar com as estatuetas…o que fazer?

  11. Túlio Rossi disse:

    Respeito o currículo do sr. Ricardo Calil, que eu sei que confere legitimidade a muitos de seus comentários; mas incomoda-me profundamente ver afirmações simplesmente dadas de que “um filme pior foi premiado em detrimento de outro melhor.” Acho que cabe ao menos justificar os critérios; afinal, a Academia tem um, outras organizações de críticos e produtores outros… O problema é que assim ficamos simplesmente no campo de opiniões vazias, que tentam se amparar apenas pelo currículo de quem as emite. Honestamente, duas coisas que não vejo: A rede social como “Obra mais urgente e relevante” e a “fascinação dos americanos pelos britânicos”. Hollywood vive fazendo troça e caracterizando negativamente os britânicos (TItanic é um grande exemplo de como isso é feito incansavelmente). E o q há de “urgente e relevante” em A Rede Social? Por que é sobre o menino do Facebook? Vamos dar o Oscar pro filme do Justin Bieber então! Se o filme talvez abordasse mais o papel dessas redes na contemporaneidade do que a fábula “pessoal” de seus criadores, intrigas, ambições, etc, tudo bem… Mas concordo plenamente que foi muito previsível, o que considero quase inerente à Academia, sendo que, quando acontecem surpresas como Crash, a crítica também não é nada indulgente. De qualquer forma, também não sei se A rede social seria considerada uma surpresa na premiação…

  12. Junior disse:

    “A Rede Social” deveria ter ganho como melhor filme.
    Jesse Eisenberg do mesmo filme do criador do Facebook merecia ganhar como melhor ator.
    Colin Firth não merecia, foi só marketing. Esses papéis de reis e rainhas da monarquia britânica já estão manjados.
    Mas o que salvou esse Oscar foi a premiação da linda Natalie Portman.

  13. alex disse:

    Jesse Eisenberg já deve se dar por satisfeito por ter sido indicado, o cara é ator de um único papel( de garoto inseguro);
    rede social é inferior ao discurso do rei e a vários outros indicados, incluindo toy story 3;

  14. tita disse:

    Adorei e, claro, concordei com o comentário! Na mosca!
    Parabéns!

  15. A maior prova de que o Oscar é um premio sem valor, é a de que tal premiação nunca criou uma categoria para filmes de humor, ação e ficção científica. Me desculpem os fanáticos pelo glamouroso tapete vermelho, mas quer maior injustiça do que nunca ter premiado o gigante do humor Leslie Nielsen (já falecido) que nunca sequer recebeu homenagens da acadêmia…

    Filmes de humor, ação e ficção científica nunca ganharam um Oscar. Isso é uma bobagem e um conservadorismo sem tamanho. Oscar só se for pra copiar as tendências da moda e olhe lá.

  16. Tiago disse:

    Olha gente, me desculpem os mais conservadores, mas o Discurso do Rei é um BOSTA! Cara, um filme sem moral nenhuma, quantos filmes de reis e rainhas uma pessoa com no mínimo 20 anos já viu?? Respeito muito o senhor critico deste espaço, mas nem A Rede Social foi um filme bom, até o Bravura Indômita foi melhor. Mas pra mim o melhor filme de 2010 foi, sem sombras de dúvidas, Toy Story 3, um filme completo, que encerrou com chave de ouro uma das maiores franquias dos filmes de animação, foi uma injustiça! (alguem lembrou do oscar de 2009, quando Batman: O Cavaleiro das Trevas não foi nem indicado ao Oscar de melhor filme por se tratar de um Blockbuster??) sei que minha opinião não é válida pra nada, mas como eu pago os salários deles, pois afinal eles fazem filmes para eu ver, eu acho que seria mais justo que a minha opinião fosse levado em conta, se a academia procurasse fazer uma forma das pessoas que assistem aos filmes terem direito de voto, as premiações seriam muito diferentes, eles podiam criar uma forma de votar pelo CPF ou sei lá, pra que cada um votasse apenas uma vez, se eles se importassem com a opinião das pessoas que veem os filmes, eles sairiam ganhando… (por favor, entendam tudo no plural)
    Ainda bem que não perdi meu sono vendo a premiação, fiquei muito feliz pela Natalie Portman, ela mereceu com louvor o Oscar pela atuação, e Toy Story como melhor animação era algo de se esperar, pois foi o melhor mesmo. Mas não iria aguentar ver o Discurso do Rei levar o principal premio, sendo que ele concorria contra os já falados.
    Baita injustiça, uma premiação fula!

  17. Léo Félix disse:

    Eu considero A Rede Social e O Discurso do Rei filmes do mesmo nível (ambos passam longe de atingir a excelência, não chegam a empolgar, mas são muito bem feitos), mas o filme britânico tem mais a cara da Academia. Quem merecia ganhar Melhor Filme, na minha opinião, era Toy Story 3 ou Cisne Negro.

    No final das contas, não acho que tenha sido um desastre a vitória de O Discurso do Rei, mas tb não acredito que o mesmo vá ser aclamado daqui a algum tempo. Tende a cair no esquecimento …

  18. Paulo disse:

    Perfeito, Calil. E não podemos esquecer que a insossa Gwyneth Patrol – do marqueteado “Shakespeare Apaixonado” – levou o prêmio de melhor atriz em cima da nossa Fernanda Montenegro pelo belíssimo “Central do Brasil”.

  19. Cristiane Martins disse:

    Muita gente não consegue entender A RedeSocial, pefere rotular apenas, como um filme do Facebook, claro que esse é apenas o pano de fundo para contar a saga de um jovem universitário que vai para melhor faculdade, e resolve criar um site para se vingar de sua namorada que lhe deu um fora.
    David Fincher levou todos os premios com essa história “simples”, mas que é o simbolo da juventude nos dias de hoje, que passam mais tempo no computador expondo suas vidas, do que se relacionando com as pessoas, A Rede trata da solidão do indivíduo no mundo de hoje, que pode ter tudo mas no fundo é uma pessoa sozinha, é um filme que pode parecer uma coisa quando assistimos a primeira vez, mas revendo percebe as nuances nesse roteiro premiadíssimo de Aaron Sorkin.
    O Discurso do Rei, é um bom filme com boas atuações, apenas isso, o meu filme favorito para levar o Oscar seria Inception, mas a Academia não teria peito de premiar uma ficção científica mais surpreendente desde Matrix.
    O pior Calil foi ver David Fincher perder, o Oscar de Direção para um diretor de tv, essa doeu até alma.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo