Publicidade

Publicidade
13/04/2011 - 22:36

75 cinemas abandonados

Compartilhe: Twitter

É lá nos Estados Unidos, mas poderia ser aqui (aliás, é uma boa ideia para um fotógrafo brasileiro. Um retrato – na verdade, 75 – simples e poderoso da morte do cinema de rua.


Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:

Ver todas as notas

8 comentários para “75 cinemas abandonados”

  1. fábio... disse:

    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………
    ………………………………Meu deus do céu….!!!!
    …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………..Parece,….Saraievo..!!
    …………………………………………………………………………………………………
    …………….Como o país que tem a maior INDUSTRIA
    ……………………………..de cinema do MUNDO
    …………………………………………..deixou
    …………………………………….isto acontecer..??
    …………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………

  2. Pablo redes disse:

    As imagens dispensam comentários.

  3. julio disse:

    aqui virou igreja universal

  4. […] No Olha Só, de Ricardo Calil, tem um post sobre fotografias de 75 cinemas de rua abandonados nos Estados Unidos. GOSTOU DESTE TEXTO? […]

  5. É um fenômeno mundial a geração shoping veio prá ficar,ainda bem que existem pessoas preocupadas em registrar estes palacios.

  6. Rodolfo C M disse:

    Calil, depois do fechamento do Gemini e do Belas Artes, tentei fazer umas fotos de cinemas abandonados na cidade de São Paulo. Mas, não rolou. Os proprietários dos espaços não permitem… Ainda tô tentando, mas tá difícil… De qualquer modo, se rolar, mando pra esse espaço.
    Abraço!

  7. Alexandre Cesar disse:

    Aproveitando as palavras do Renato (É um fenômeno mundial a geração shoping veio prá ficar,ainda bem que existem pessoas preocupadas em registrar estes palacios.).

    Dificil acreditar o abandono destes palácios , muito triste.

    Matéria muito legal Calil .

  8. Mário disse:

    Esses cinemas só poderão ser recuperados se a Igreja Universal nos EUA comprar os mesmos. Aqui no Brasil, magnificas salas deterioradas, sem qualquer intervenção dos “cinéfilos”, viraram estacionamentos, camelódromos e local de viciados. A IURD tem comprado alguns e apesar de transforma-los em igreja, restauram por completo suas estruturas, preservando a arte que foi morta pelos “amantes da arte” que pouco se importam com os cinemas de ruas.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo